Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/53668
Author(s): Paula Guerra
Title: Cenários de Insegurança: contributos do interaccionismo simbólico para uma análise sociológica da construção mediática do desvio
Issue Date: 2002
Abstract: This report gives particular importance to symbolic interactionism as a theory explaining clipping and innovative in the explanation of the mechanisms of social domination. Specifically, we will give particular emphasis to the "importance of the media construction of social problems", noting that "to give a necessarily selective and certain privileging interpretations of the event, the press helps to make sense of these political and social movements with meanings, at the same time, overabundant and ambiguous. However, it would be too simple to see only the journalists as "handlers" who manufacture, for your pleasure, the events draw to review biased. They are themselves the subject of manipulation strategies by various social groups that organize demonstrations and look through them, to attract more or less success to the attention of journalists to have a chance of appearing in the media "(Champagne and others, 1998:222). This analysis option also allows us to discuss the applicability of the symbolic interactionism in the context of contemporary sociological research. Thus, we will make an application to social habitation of Porto based on systematic collection of news from two daily newspapers.
Description: Este Relatório dá particular importância ao interaccionismo simbólico enquanto teoria explicativa de recorte inovador e precursora na explicitação dos mecanismos de dominação social. Concretamente, iremos dar particular ênfase à "importância da construção mediática dos problemas sociais", salientando que "ao dar uma visão necessariamente selectiva e ao privilegiar certas interpretações do acontecimento, a imprensa contribui para fabricar o sentido político-social desses movimentos com significações, ao mesmo tempo, superabundantes e ambíguas. No entanto, seria demasiado simples ver os jornalistas somente como "manipuladores" que fabricam, a seu gosto, os acontecimentos ao elaborarem resenhas enviesadas. Eles próprios são o objecto de estratégias de manipulação pelos diversos grupos sociais que organizam manifestações e procuram, através delas, atrair com maior ou menor sucesso a atenção dos jornalistas para terem a possibilidade de aparecer nos media" (Champagne e Outros, 1998:222). Esta opção de análise também permitirá discutir a aplicabilidade actual do interaccionismo simbólico, na medida em que tem vindo a ser retomado com alguma insistência no quadro da produção sociológica contemporânea. Assim, iremos fazer um exercício de aplicação aos bairros sociais da cidade do Porto com base na recolha sistemática de notícias de dois jornais diários.
Subject: Sociologia urbana, Sociologia
Urban sociology, Sociology
URI: http://hdl.handle.net/10216/53668
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FLUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
27833.pdf10.27 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons