Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/21308
Author(s): Moutinho, Raquel Filipa do Amaral Chambre de Meneses Soares Bastos
Title: International New Ventures Não Tecnológicos
Publisher: Faculdade de Economia da Universidade do Porto
FEP
Issue Date: 2011-02-07
Abstract: This doctoral research is concerned with the international dynamics of International New Ventures. During the past years, the competitive and organizational behavior of small and medium-sized companies have changed dramatically. International New Ventures are now a reality. Oviatt & McDougall (1995, p. 42) define INV as a business organization that, from the inception, seeks to derive significant competitive advantage from the use of resources and the sale of outputs in multiple countries . Implicit is that size is not relevant, only the age of the firm. Using a conceptual framework strongly influenced by theories based on the firm perspective, network approach and international entrepreneurship literature increase our understanding of the internationalization of International New Ventures. No single model can explain all the dynamics of this internationalization. Linking all together, the result is a more eclectic approach and a new framework. This research adopts a qualitative abductive methodology, analyzing seven international new ventures, producers of very different products (traditional and technological) and with different dynamics. It focuses on the initial characteristics (firms, networks and entrepreneurs), on motivations, on the process (international market, international market selection, entry mode and entry mode decision) and on the structure.
Description: Ciências Empresariais
Ao longo das duas últimas décadas, o comportamento organizacional e competitivo das pequenas e médias empresas parece ter mudado drasticamente. No âmbito da internacionalização dos negócios, um dos fenómenos mais marcantes diz respeito à relevância das International New Ventures: empresas que, desde o início, tentam definir um posicionamento competitivo com base na utilização de recursos e na venda de produtos em vários países. Implícita nesta noção está a ideia de que o tamanho não é relevante, apenas a idade da empresa o é. Utilizando um quadro conceptual fortemente influenciado pelas teorias baseadas na perspectiva da empresa, nas teorias baseadas na rede e na abordagem do empreendedorismo internacional, foi elaborada uma ferramenta de análise multiteórica com o objectivo de analisar a dinâmica e a estrutura das International New Ventures. Não existe um modelo único que consiga explicar a globalidade deste fenómeno. Interligando várias perspectivas, o resultado é uma abordagem mais eclética. Esta pesquisa adopta uma metodologia qualitativa abductiva, analisando sete casos de empresas que se internacionalizaram nos primeiros seis anos de existência, produtores de bens muito diferentes entre si (tradicionais e tecnológicos) e com diferentes dinâmicas. Incide sobre as características iniciais (empresas, redes e fundadores), sobre motivações, sobre o processo (mercado internacional, selecção do mercado internacional, modo de entrada e decisão quanto ao modo de entrada) e sobre a estrutura.
Subject: CIÊNCIAS EMPRESARIAIS
Porto
URI: http://hdl.handle.net/10216/21308
Document Type: Tese
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estrutura e Dinamica das International New Ventures.pdf2.72 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.