Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/143991
Author(s): Miguel João Fonseca de Magalhães Pinto
Title: Airport Afterlife. Um ensaio para a (re)integração urbana de aeroportos desativados
Issue Date: 2022-07-15
Abstract: With the fast growth of air travel and large cities, many airports were built and despite great technological progress, have become obsolete and/or abandoned, due to the overproduction of these infrastructures. Whether due to its space, or lack of it or its functional limitation, or poor geographical location, several airports around the world have been disabled. The big question is "What now?". How do we manage to reintegrate these mega-structures into the daily life of the surroun- ding communities, giving them a new life cycle? In the future, how can the deactivated airport infrastructure be "recycled"? Thus, the present dissertation is based on the metamorphosis of the airport space, as an infrastructure for mobility and able to regenerate new urban impacts, and aims to overcome the current lack of knowledge available on the subject, where there are no in-depth stu-. dies on the programmatic transformation of airports. For this purpose, the development of this work will focus on the identification, analysis and comparison of operations and reconversion strategies carried out in airports and airfields located in Europe, from the design of new complementary equipment, to urban regeneration, made possible for its deactivation and conversion. We will use Tempelhof Park, Johannisthal Park and Werneuchen Airport as practical examples to be studied. In this sense, we suggest an exercise of critical reflection on the issues that influence the reconversion and recycling of airports, culminating in a proposal for intervention for Lisbon Airport, which is presented, in this exercise, as a case study.
Description: Com o rápido crescimento das viagens aéreas e das grandes cidades, muitos aeroportos construídos à revelia do grande progresso tecnológico, tornaram-se obsoletos e/ou abandonados, devido à superprodução destas infraestruturas. Quer pela sua dimensão, quer pela sua limitação funcional ou má localização geográfica, vários aeroportos em redor do mundo viram-se desativados. A grande questão que nos colocamos é "E agora?". Como é que conseguimos reintegrar estas megaestruturas no quotidiano das comunidades envolventes, dando-lhes um novo ciclo de vida? No futuro, como é que a infraestrutura aeroportuária desativada pode ser "reciclada"? Desta forma, o tema da presente dissertação assenta na metamorfose do espaço aeroportuário, enquanto infraestrutura para a mobilidade regeneradora de novos impactos urbanos e visa superar a atual falta de conhecimento disponível sobre o tema. Para o efeito, o desenvolvimento do presente trabalho centrar-se-á na identificação, análise e comparação das operações e estratégias de reconversão efetuadas em aeroportos e campos aéreos localizados na Europa, desde o desenho de novos equipamentos complementares, até à regeneração urbana, possibilitada pela sua desativação e reconversão. Utilizaremos os Parques de Tempelhof, Johannisthal e o Aeroporto de Werneuchen como exemplos práticos a serem estudados. Para além disto, propomos um exercício de reflexão crítica sobre as problemáticas que interferem na reconversão e reciclagem dos aeroportos, culminando numa sugestão de reconversão para o Aeroporto de Lisboa, que se apresenta, neste trabalho, como um dos casos de estudo exemplificativos.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 203061551
URI: https://hdl.handle.net/10216/143991
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
580024.pdfAirport Afterlife. Um ensaio para a (re)integração urbana de aeroportos desativados111.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.