Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/140298
Author(s): Ferreira, Daniela
Title: A cerâmica grega na fachada atlântica da Península Ibérica
Issue Date: 2022
Description: Em A Cerâmica Grega na Fachada Atlântica da Península Ibérica procuramos descrever e interpretar o conjunto de dados históricos e arqueológicos disponíveis para o estudo das cerâmicas gregas e das relações comerciais estabelecidas entre o Mediterrâneo Oriental e a fachada atlântica da Península Ibérica, entre os séculos VII e IV a.n.e. É objetivo desta obra compreender as características e evolução dos intercâmbios comerciais de cerâmica grega em cada comunidade e nos vários momentos da diacronia de ocupação de cada sítio arqueológico. Procuramos igualmente compreender em que circunstâncias estes produtos são utilizados no quotidiano e em contextos funerários e/ou de natureza votiva, e de que forma foram entendidos como objetos de prestígio e consumo de ostentação. Esta análise teve em consideração os diferentes alcances das cerâmicas gregas nas distintas comunidades que, por um lado as recebem de forma mais ou menos direta e continuada, por outro as reinterpretam e assimilam em diferentes graus e de formas diversas. No sentido de enquadrar a temática em estudo apresentamos, sumariamente, os dados historiográficos e arqueológicos conhecidos e as determinantes geográficas que condicionaram a chegada e obtenção destes produtos. Para cumprir os objetivos acima referidos, realizamos a análise tipológica e o enquadramento contextual destes bens, através da descrição dos materiais e dos contextos arqueológicos a que se associam. Partimos do estudo individual de cada um dos sítios arqueológicos com registo de importações gregas, valorizando aspetos ligados à fisiografia destes espaços e aos vestígios da ocupação da Idade do Ferro neles identificados. O enquadramento cronológico destes materiais foi possível graças à interpretação da estratigrafia e à análise das associações entre os vasos gregos, outros bens importados de diferentes proveniências e naturezas e as produções cerâmicas de fabrico local/regional. 9 No que diz respeito à descrição e caracterização das cerâmicas gregas, e atendendo à diversidade de vasos identificados na fachada atlântica da Península Ibérica, estas produçõessão agrupadas e discriminadas segundo a sua cronologia, origem, técnica decorativa e forma. Com esta obra foi possível documentar arqueologicamente mais de mil fragmentos de cerâmica grega, distribuídos de forma díspar por quarenta e oito sítios arqueológicos. Analisamos as transformações culturais verificadas no momento da introdução destes bens e as influências exógenas que poderão dela resultar. Estas transformações foram interpretadas à luz dos ritmos e das dinâmicas de importação da cerâmica grega, dando-se particular destaque aos diferentes alcances do comércio destes produtos em cada comunidade e região considerada. São também abordadas questões alusivas ao uso destas materialidades nos hábitos das populações, cultural e geograficamente distantes do local onde estes bensforam produzidos. Por fim, apresentamos uma série de problemáticas tentando contextualizar criticamenteos dados compilados neste estudo, dando uma visão de conjunto da complexidade das relações de intercâmbio estabelecidas nas redes de comércio de produtos orientalizantes com as comunidades sidéricas da fachada atlântica da Península Ibérica. A par desta análise abordamos as questões relacionadas com especificidades locais e/ou regionais que se traduzem em distintas preferências ou dinâmicas de importação, e o modo estas comunidadesrecebem e interpretam estes bens forâneos
Subject: Arqueologia
Archaeology
URI: https://hdl.handle.net/10216/140298
Document Type: Livro
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Livro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
538680.pdf23.24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.