Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/131034
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorBruno Gama Linhares
dc.date.accessioned2021-02-15T00:46:13Z-
dc.date.available2021-02-15T00:46:13Z-
dc.date.issued2020-12-15
dc.date.submitted2020-12-18
dc.identifier.othersigarra:433963
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10216/131034-
dc.descriptionMuitos sobreviventes do tratamento quimioterápico experimentam, a médio-longo prazo, efeitos colaterais graves que comprometem a saúde e qualidade de vida, como ocorre com a cardiotoxicidade resultante da administração de doxorrubicina. A influência de programas de exercícios físicos ao uso de fármacos ainda é pouco conhecida, apesar disso, algumas pesquisas investigaram os efeitos dos exercícios físicos regulares à administração da doxorrubicina, contudo, a maior parte dos estudos avaliou os efeitos do exercício após a administração aguda (dose única do fármaco). Para avaliar a base de evidências atual, o presente estudo realizou uma revisão sistemática sobre os efeitos do exercício regular sobre a cardiotoxicidade induzida pela administração crónica da doxorrubicina, assim como ocorre com pacientes que a utilizam no tratamento do cancro. Um total de 9 estudos foram identificados sobre a dose-resposta e mecanismos de ação, sendo importante relatar que a base de evidências atual possui considerável heterogeneidade metodológica, impedindo comparações e conclusões significativas quanto à influência da intensidade, frequência e duração do programa de exercícios físicos. No entanto, conclui-se que até mesmo programas de exercícios de baixa intensidade podem favorecer o equilíbrio redox e atenuar os efeitos cardiotóxicos proporcionados pela utilização da doxorrubicina através da avaliação de biomarcadores que identifiquem a cardiotoxicidade.
dc.description.abstractMany survivors of chemotherapy experience, in the medium to long term, serious side effects that compromise their health and quality of life, as with cardiotoxicity resulting from the administration of doxorubicin. The influence of physical exercise programs on the use of drugs is still poorly understood, despite this, some research has investigated the effects of regular physical exercises on the administration of doxorubicin, however, most studies have evaluated the effects of exercise after the acute administration of a single dose of the drug. To assess the current evidence base, the present study conducted a systematic review of the effects of regular exercise on cardiotoxicity induced by chronic administration of doxorubicin, as well as with patients who use it in the treatment of cancer. A total of 9 studies were identified on dose-response and mechanisms of action, it is important to report that the current evidence base has considerable methodological heterogeneity, preventing significant comparisons and conclusions regarding the influence of the intensity, frequency and duration of the physical exercise program. However, it is concluded that even low intensity exercise programs can favor the redox balance and attenuate the cardiotoxic effects provided by the use of doxorubicin through the evaluation of biomarkers that identify cardiotoxicity.
dc.language.isopor
dc.rightsrestrictedAccess
dc.subjectOutras ciências sociais
dc.subjectOther social sciences
dc.titleEfeitos do Exercício físico regular na prevenção da cardiotoxicidade associado ao uso crónico da Doxorrubicina
dc.typeDissertação
dc.contributor.uportoFaculdade de Desporto
dc.identifier.tid202635627
dc.subject.fosCiências sociais::Outras ciências sociais
dc.subject.fosSocial sciences::Other social sciences
thesis.degree.discipline2º Ciclo em Atividade Física para a Terceira Idade
thesis.degree.grantorFaculdade de Desporto
thesis.degree.grantorUniversidade do Porto
thesis.degree.level1
Appears in Collections:FADEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
433963.pdf
  Restricted Access
Efeitos do Exercício físico regular na prevenção da cardiotoxicidade associado ao uso crónico da Doxorrubicina649.67 kBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.