Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/13032
Author(s): Castro, Maria João V. Pontífice Leite de
Title: O absurdo do mal e o lugar da Praxis : contributos da antropologia simbólica para a razão pedagógica
Publisher: Porto : [Edição do Autor]
Issue Date: 2000
Abstract: A partir da concepção de "desejo mimético", (proposta por)? René Girard, procedeu-se a uma reflexão sobre o absurdo do mal que recorre à expressão simbólica para se revelar. Face à falibilidade humana que, de alguma forma, conduz à inevitabilidade do mal, procurou-se questionar o papel da acção, nomeadamente da acção educativa. Neste âmbito, emergiram, na parte final desta dissertação, as problemáticas educativas, nomeadamente os conceitos de "projecto" e "utopia", essenciais num ser que se afirma na contingência de um mal que sempre se recusa a aceitar.
Subject: Antropologia
Educação - Filosofia
Utopia
URI: http://hdl.handle.net/10216/13032
Catalogue Link: http://aleph.letras.up.pt/F?func=find-b&find_code=SYS&request=000105216
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
3231TM01PMARIAJOAOCASTRO000069243.pdf8.51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.