Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/129291
Author(s): Ana Sofia Ramos Alexandre
Title: Ondulação de Projecto: casa-de-casas
Issue Date: 2020-04-21
Abstract: The following essay emerges from a certain restlessness that has risen in a period of travel and exploration amongst what would be a "foreign", unknown environment. Once the inevitable conflict with what would have been the methodologies and principles [pre]acquired throughout an academic path, an interval of time and space is created to fulfill such transitional period with a theoretical and practical work of reflection, that dives into architectural production, having what is most proximate and intimate in its origin - the house - as main "object" and instrument of study. Between school and what will be the professional world, this essay pursues a certain clarification among questions such as 'what is a house?', and 'how can we provide such condition for [an authentic] house?', which will search for tools of support where these will be rehearsed, and where a sequence of (un)conscious references is reflected. In an undulate movement, constant and permanent, a project that searches sucessively to question according to a list of variables evolves, and the sistematization of such proccess results into a simultaneous clarification and construction of the problem. It is acknowledged the [limited-]circumstance of a (de)terminable test in a proccess that subtracts the family/ies-house out of its own context, in order to understand the morphologies of such habitational space. A house "for all" pursues a "tectonic" of relations by meaning to act on the coexistence of different generations, genders, permanencies, aptitudes... The evolution of this movement enables the transformation of the object towards a vision of what is [a manifestation of] a habitation problem nowadays, which sustains itself from the most variable possibilities of answer. Through a personal voice and other summoned ones, writings or "talkative" drawings - a course is taken towards a [possible] answer to the family/ies-house as a nurturing enclosure of a creative freedom, but also to a personal significance of house. A third look is built - resulting from the (re)conciliation of a first "academic" one, and the second of a "traveler" - acting as a molder of a position facing the profession, unequivocally bounded to a [sense of] personal project.
Description: O presente trabalho surge de uma inquietação que se veio manifestar num tempo de viagem e exploração por aquilo que seria "estrangeiro", desconhecido. Uma vez o inevitável confronto com aquilo que teriam sido as metodologias e princípios [pré-]assentes ao longo de um percurso académico, cria-se um intervalo de tempo e espaço, que pretende preencher dado período de transição com uma reflexão teórica e prática que se debruça sobre a produção da arquitectura, tendo aquilo que de mais próximo e íntimo esta terá na sua raíz - a casa - como "objecto" e instrumento central de estudo. Entre a escola e aquele que será o mundo profissional, este trabalho procura uma certa clarificação em torno de questões como 'o que é uma casa?' e 'como se constrói um dar-se casa?', que vão procurar apoios e ferramentas de suporte de resposta, assim como uma circunstância que servirá de "âncora" onde serão ensaiadas as mesmas, e onde surge e (se) reflecte uma colectânea de referências (in) conscientes. Num movimento em ondulação constante e permanente, desenvolvese um projecto que procura sucessivamente questionar consoante variáveis, cuja sistematização resulta na simultânea aclaração e construção do problema. Reconhece-se a circunstância[-limite] de prova (de)terminável num processo em que se retira a casa-de-família(s) de um contexto próprio a fim de entender as morfologias do espaço habitacional. Uma casa "para todos" que persegue uma "tectónica" de relações ao fazer coexistir de algum modo as diferentes gerações, géneros, permanências, aptidões... A evolução deste movimento viabiliza a transformação do objecto para uma visão do que é [uma manifestação de] um problema de habitação nos dias de hoje, que se "alimenta" das mais variadas hipóteses de resposta. Através de uma voz própria e de outras convocadas, da palavra ou do desenho "dialogante", caminha-se rumo a uma [possível] resposta à casa de família(s) como invólucro acolhedor de uma certa liberdade criativa, mas também a um significado próprio de casa. Constrói-se um terceiro olhar - resultante da (re)conciliação de um primeiro "académico", e de um segundo "viajante" - moldador de uma posição face à profissão, inequivocamente vinculada a um [sentido de] projecto próprio.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 202630765
URI: https://hdl.handle.net/10216/129291
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
420502.pdfOndulação de Projecto: casa-de-casas236.56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.