Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/124273
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRute Flávia Castro Queirós
dc.date.accessioned2020-01-27T02:11:34Z-
dc.date.available2020-01-27T02:11:34Z-
dc.date.issued2019-11-04
dc.date.submitted2019-11-28
dc.identifier.othersigarra:367406
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10216/124273-
dc.descriptionO exercício da Arquitetura traduz-se na transdisciplinaridade de um 'fazer em rede'. O domínio desta disciplina passa pela constante hiperligação dos conhecimentos e pensamentos, e pela fragmentação da sua prática em especialidades. Considerando ainda o compromisso entre vontade e disciplina, o cenário arquitetónico contemporâneo adiciona ambiguidade à problemática do sentido autoral. Reconhecendo a subjetividade no contexto do exercício da arquitetura, a presente reflexão tem como ponto de partida a (re)visita ao Ciclo de aulas abertas "Mapas e Diálogos da Arquitetura Contemporânea (MDArC)", organizado pelo Prof. Doutor Luís Viegas e pelo Prof. Doutor Rui Américo Cardoso, em 2017, na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto. Da identificação à projeção, propõe-se compreender o papel do sujeito, quer na condição de autor, quer de leitor, a partir de três obras e de três aulas 'em potência'. Assim, numa abordagem primeiramente teórica, e a partir do enredo estratégico entre três autores de pensamento, Roland Barthes, Michel Foucault e Giorgio Agamben, pretende-se refletir sobre o paradigma autoral: autor-obra-leitor, para em seguida, ser transposto para o cenário arquitetónico. Como tal, convocam-se três autores de arquitetura, Siza, Manuel Botelho e Souto de Moura, que estiveram presentes no Ciclo MDArC, com o objetivo de recriar uma rede de pensamento através das 'constelações autorais', consequentes da diversidade própria entre discurso e gesto.Do conhecimento ao reconhecimento, a presente dissertação procura refletir sobre o sentido autoral em Arquitetura, através de um processo próprio que se principia pela intersecção, manipulação, reorganização e recomposição de três registos autorais, Dos 'Mapas e Diálogos na Arquitetura Contemporânea'.
dc.description.abstractThe exercise of Architecture translates into the transdisciplinarity of a 'networking'. The domain of this discipline involves the constant linking of knowledge and thoughts, and the fragmentation of its practice in specialties. Considering also commitment, between will and discipline, the contemporary architectural setting adds ambiguity to the problematic of authorial sense. Recognizing the subjectivity in the context of the exercise of architecture, this reflection has it's starting point as a (re)visit to the "Mapas e Diálogos na Arquitetura Contemporânea (MDArC)" open classes Cycle, organized by Luís Viegas (PhD) and Rui Américo Cardoso (PhD), in 2017, at the Faculty of Architecture of the University of Porto. From identification to projection, it's proposed to understand the role of the subject, whether as an author, or as a lector, from three works and three classes 'in potency'. Thereby, in a primarily theoretical approach, and from the strategic plot between three thought authors, Roland Barthes, Michel Foucault and Giorgio Agamben, it's intended to reflect on the authorial paradigm: author-creation-lector, to then be transposed to architectural scenery. As such, are summoned three architectural authors, Siza, Manuel Botelho e Souto de Moura, that were present in the MDArC Cycle, with the objective to recreate a thought network through 'authorial constellations', consequents of the diversity between discourse and gesture.From knowledge to acknowledgement, the present dissertation search to reflect about the authorial sense in Architecture, through its own process that begins with intersection, manipulation, reorganization and recomposition of three authorial registers, Dos 'Mapas e Diálogos na Arquitetura Contemporânea'.
dc.language.isopor
dc.rightsopenAccess
dc.subjectArtes
dc.subjectArts
dc.titleDos "Mapas e Diálogos na Arquitetura Contemporânea: Três registos autorais com Siza, Manuel Botelho e Souto de Moura"
dc.typeDissertação
dc.contributor.uportoFaculdade de Arquitectura
dc.identifier.tid202379175
dc.subject.fosHumanidades::Artes
dc.subject.fosHumanities::Arts
thesis.degree.disciplineMestrado Integrado em Arquitetura
thesis.degree.grantorFaculdade de Arquitectura
thesis.degree.grantorUniversidade do Porto
thesis.degree.level1
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
367406.pdfDos " Mapas e Diálogos na Arquitetura Contemporânea: Três registos autorais com Siza, Manuel Botelho e Souto de Moura"24.27 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.