Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/124181
Author(s): Pedro Miguel Frutuoso Conde
Title: Construir sobre o Abismo: Projeto para uma capela na Ilha do Pessegueiro
Issue Date: 2019-11-11
Abstract: A fundamental restlessness underlies this endeavor. How can one construct a phrase,how can one decree any kind of assertion at all, in face of the infinite volubility ofthis era of ours? There are no more monuments of certainty or grand stories, butonly the decrepit ruins of old ambitions, spectres and scattered corpses; scarecrowsand empty shells...Sacredness collapsed, and with it so slowly went all of our convictions. But Art is madeof convictions. It remains but the charge of gathering the necessary forces to groundthem; of finding (or building) the ground upon which we can establish ourselves.An aesthetic attitude. The present dissertation aims to do just that, through a returnto the roots of human gesture and the duality that germinates there. Based upon adecidedly nietzschean epistemology, we will make use of one of the oldest dualities:the Apollonian and the Dionysian; and with it construct a vision of architecture asthe strongest evidence of a singularly beautiful and absurd existential condition.Along the way, we'll witness the course of architectural labour through modernityand its efforts to set up new canons. We'll also see the evolution of the sacred duringthis period and how one could, perhaps, interpret it today. At the end of this analysisor exploration, a transmutation from theory to practice will take place (a practicethat, in fact, preceded theory); and there will be an attempt to embody these ideasin a religious project.
Description: Uma inquietação fundamental subjaz neste trabalho. Como construir uma frase,como decretar qualquer asserção que seja, diante da infinita volubilidade destanossa era? Não há mais monumentos de certeza ou histórias grandiosas, masapenas as ruínas decrépitas de ambições antigas, espectros e cadáveres espalhados;espantalhos e conchas vazias...A sacralidade sucumbiu, e com ela também se foram, aos poucos, todas as nossasconvicções. Mas a Arte faz-se de convicções. Resta-nos o encargo de reunir asforças necessárias para as instaurarmos; de encontrarmos (ou construirmos) osolo onde possamos, nós próprios, nos instaurar. Uma atitude estética. A presentedissertação procura fazer isso mesmo, através de um retorno às raízes do gestohumano e à dualidade que aí germina. Assente numa espistemologia decididamentenietzschiana, procuraremos fazer uso de uma das mais antigas dualidades: oApolíneo e o Dionisíaco; e com ela construir uma visão da arquitetura enquanto omaior indício de uma condição existencial singularmente bela e absurda.Pelo caminho, veremos o percurso do labor arquitetónico ao longo da modernidadee os seus esforços de instaurar novos cânones. Veremos também a evolução dosagrado durante este período e de como, talvez, se poderia hoje interpreta-lo. Notermo desta análise ou exploração, far-se-á uma transmutação da teoria para aprática (uma prática que, na verdade, precedeu a teoria); e tentar-se-á concretizarestas ideias num projeto religioso.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 202378853
URI: https://hdl.handle.net/10216/124181
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
366946.pdfConstruir sobre o Abismo. Projecto para uma capela na Ilha do Pessegueiro214.43 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.