Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/124067
Author(s): Alexandra Lima Morais
Title: A Outra Imagem
Issue Date: 2019-11-05
Abstract: The present work is assumed as a path motivated by images made on the site.Images that are themselves a project.The focus is at Largo da Estação in Braga, a space that over time has been losing its identity, a place that despite being central and relevant in the city's plan (due to its fundamental role in mobility and circulation) has been "moving away" from the city.Since the implementation of the railways, this Largo has been a point of arrival and departure where, over time, the road intersections have multiplied, causing it to lose quality as a public space and, consequently, implying constraints on urban development of the surrounding environment.It is today a hinge place in the city, where everyone passes, but no one remains. The landscape resembles a collage of urban elements, one sees in the same plane, the Station, ruins, tunnels, church, trains, hotels, freeway, 12-story dwelling buildings, 7-meter-high billboards and land wastelands. The feeling is one of alienation and disorientation, however, the message it conveys is not understood as necessarily negative. It is like a counter-image of the city, in the sense of its criticism and in the sense of its possible alternative.It is in this possibility that the second part of the dissertation focuses. After a presentation of the place, an exploration of methods follows, as if it were a desk. Several language compositions are developed, mainly from photography, exposing an approach to the project, which does not impose itself as a watertight solution.The chapters complement each other, eventually forming a more informed discourse about the place and a clarification of the method culminating in the development of an alternative.In the construction of the present dissertation, we value the narrative and compositional freedom, constructing the body of text not only from the discourse that is obtained through the written words, but also from the assumption of the discourse constructed by the images as an argument.It navigates between memory, experience and external influences so that the alternative can be constructed.
Description: O presente trabalho assume-se como um percurso motivado por imagens realizadas no terreno.Imagens que são, elas próprias, um projeto.O foco é o Largo da Estação em Braga, um espaço que, ao longo do tempo, foi perdendo identidade, e que, apesar de central e relevante na malha da cidade (pela sua função fundamental em aspetos de mobilidade e circulação), se foi "afastando" da cidade.Desde a implantação dos caminhos de ferro, que este Largo foi um ponto de chegada e partida onde, ao longo do tempo, se foram multiplicando os cruzamentos viários, impondo-lhe uma perda de qualidade enquanto espaço público e, por consequência, implicando condicionamentos no desenvolvimento urbano da envolvente próxima.Hoje é um lugar charneira na cidade, onde todos passam, mas ninguém permanece. A paisagem assemelha-se a uma colagem de elementos urbanos. No mesmo plano, é possível ver a Estação, ruínas, túneis, igreja, comboios, hotéis, autoestrada, edifícios de habitação com 12 andares, painéis publicitários com 7 metros de altura e terrenos baldios. O sentimento é de alienação e de desorientação; no entanto, a mensagem que transmite não se compreende como necessariamente negativa. É como que uma contra-imagem da cidade, no sentido da sua crítica e da sua possível alternativa.É nesta possibilidade que se concentra a segunda parte da dissertação. Após uma apresentação do lugar, segue-se uma exploração de métodos, como se de uma mesa de trabalho se tratasse. São desenvolvidas várias composições de linguagem, sobretudo a partir da fotografia, expondo uma aproximação ao projeto, que não se impõe como solução estanque.Os capítulos vão-se completando acabando por, em conjunto, conformar um discurso mais informado sobre o lugar e uma clarificação do método culminando no desenvolvimento de uma alternativa.Na construção da presente dissertação preza-se a liberdade narrativa e compositiva, construindo o corpo de texto não só a partir do discurso que se obtém através das palavras escritas, mas também no assumir do discurso construído pelas imagens enquanto argumento.Navega-se entre memória, experiência e influências externas, para que se possa construir a alternativa.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 202375811
URI: https://hdl.handle.net/10216/124067
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
366286.pdfA Outra Imagem66.58 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.