Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/123782
Author(s): Rita Figueiredo Correia
Title: Espaços de Sombra: Ensaio Projetual de um tanatório para o Porto
Issue Date: 2019-11-07
Abstract: Death is an unavoidable event in life that needs a proper space for its celebration.Currently, the funeral home is the architectural approach to this need, providing a set of spacesfor increasingly personal and symbolically expressive rituals.The present dissertation is the result of an investigation about the conception of afuneral home for the city of Porto. It stemmed from a relationship between two concepts: themental construction of a space dedicated to celebrating the ritual of death, and the designedconstruction of a building capable of accommodating a program with very sensitive requirements,idealized as a singular concept which lives in the limbo between a crematorium,a cemetery and farewell spaces. Then, the proposal consists in the elaboration of a funeralhome that opens to the landscape: a meeting place between the living and the dead.The various ways of dealing with the finality of life have left marks in the conceptionof the spaces of death, but in general, these have always been linked to religious institutions,a status which has recently been questioned by the increasing tendency of secularizationof crematoriums and funeral homes. Nowadays, they present themselves as references ofa space of death, which are associated with the emotional values and different identitiesof each society, rather than their religious values. Thus, the architect must reflect on thesesignificant tensions and transformations over the last decades, designing strategies that aimto define an appropriate space according to the understanding of contemporary needs.Once the placement site is established, one can proceed to determining the projectualconstraints, as supported by the study of the work of reference that has been chosen, inthis instance: the Monchique Cemetery, in Guimarães, designed by a team of Portuguese architectsin the 1990s. The articulation between the building's programmatic construction andthe symbolic component is also developed, adopting the Uitzicht Crematorium in Belgium,designed by architect Souto de Moura in collaboration with the Belgian office SumProject,developed in the first decade of the 21st century, as a reference to answer the questionsraised.The approach to the concepts of place and to the programmatic and symbolic constructionis aimed at the search for translation of the approached concepts into architecturaldesign, in an inseparable relationship between theory and practice. The architectural projectis thus a way to graphically represent the issues thrown in the dissertation.
Description: A morte é um acontecimento inerente à vida que necessita de um espaço própriopara a sua celebração. O tanatório é hoje a resposta arquitetónica a esta necessidade, possibilitandoum conjunto de espaços para rituais cada vez mais pessoais e expressivos a nívelsimbólico.A presente dissertação é o resultado de uma investigação em torno da concepçãode um tanatório para a cidade do Porto. A mesma desenvolveu-se segundo uma relaçãoentre dois conceitos: a construção mental da ideia de um espaço dedicado à celebração doritual da morte, e a construção desenhada de um edifício capaz de acolher um programa comrequisitos muito sensíveis, entendido como algo a meio caminho entre um crematório, cemitérioe espaços de despedida. Propõe-se então a elaboração de um projeto de arquiteturatanatorial que se abre para a paisagem, um lugar de encontro entre os vivos e os mortos.As diversas formas de lidar com a finitude da vida têm deixado marcas na concepçãodos espaços da morte, mas de um modo geral, estes sempre estiveram ligados a instituiçõesreligiosas, estatuto agora questionado com a crescente laicização dos crematóriose tanatórios. Atualmente, estes apresentam-se como a referência de um espaço da morteassociado aos valores emocionais e à identidade de cada sociedade, mais do que aos seusvalores religiosos. Assim, o arquiteto deve refletir sobre estas tensões e transformações maisexpressivas no decorrer das últimas décadas, desenhando estratégias que definam um espaçopróprio adequado à luz das necessidades contemporâneas.Apresenta-se assim o processo de aproximação ao tanatório a partir da questão dolugar, defendendo a escolha do sítio de implantação a partir das suas condicionantes projetuaise da leitura das estratégias adotadas na obra de referência escolhida, o Cemitério deMonchique, em Guimarães, projetado por uma equipa de arquitetos portugueses nos anos1990. Desenvolve-se também a articulação entre questões da construção do programa doedifício e a componente simbólica, adotando o Crematório Uitzicht na Bélgica, da autoria doarquiteto Souto de Moura em colaboração com o gabinete belga SumProject, desenvolvidona primeira década do século XXI, como obra referência para responder às questões lançadas.A aproximação ao lugar e à construção programática e simbólica, pretende traduzirpara o desenho de arquitetura os conceitos abordados, numa relação indissociável entreteoria e prática. O projeto de arquitetura é assim uma forma de representar graficamente asquestões lançadas na dissertação.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 202379060
URI: https://hdl.handle.net/10216/123782
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
364880.pdfEspaços de Sombra: Ensaio Projetual de um tanatório para o Porto522.09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.