Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/122225
Author(s): Marta Sofia Pinto Martins
Title: Acknowledging plasticity in reading and music: behavioral and neuroimaging studies with children
Issue Date: 2019-09-13
Description: O estudo da plasticidade cerebral é um dos principais focos das neurociências.Historicamente, a investigação sobre plasticidade cerebral debruçou-se sobre alteraçõesdas funções sensoriomotoras de animais de laboratório induzidas pela experiência, e maistarde expandiu-se para o cérebro humano através da emergência das técnicas deneuroimagem. Contudo, estudar a plasticidade induzida por experiências exclusivamentehumanas é uma tarefa complexa e inúmeras questões permanecem em aberto. Nestetrabalho investigaremos a plasticidade cerebral e comportamental de crianças, nosdomínios da leitura e da música. Os nossos objetivos específicos são: (1) investigar opapel do QI e do estatuto socioeconómico (ES) nas dificuldades de leitura através de umestudo morfométrico baseado no voxel (VBM, do inglês voxel-based morphometry); (2)analisar os efeitos de um treino musical Orff de curta duração nas competências motorasdas crianças, quando comparado com um treino desportivo e um grupo controlo; e, (3)avaliar os efeitos do mesmo treino em competências musicais e não musicais, assim comoexplorar a modulação dos correlatos neuronais da perceção musical pelo treino e a suarelação com os ganhos comportamentais do grupo com treino musical. No estudo 1,comparamos três grupos de leitores: leitores não-discrepantes (leitura fraca e QI baixo),leitores discrepantes (leitura fraca e QI típico) e leitores típicos (leitura e QI típicos). Osleitores típicos apresentaram maior volume de matéria cinzenta no giro superior temporaldireito em comparação com ambos os grupos de leitores fracos. Não se verificaramdiferenças entre os dois grupos de leitores fracos, o que sugere que os correlatos neuronaisde défice de leitura são independentes do QI. Adicionalmente, os leitores fracos de ESmais alto exibiram maior volume de massa cinzenta no giro angular direito do que os seuspares de ES mais baixo. Esta região é geralmente associada ao processamento léxico-semântico, tal como também foi sugerido pelos nossos resultados. No estudo 2 e 3, ogrupo com treino musical demonstrou ganhos superiores na performance motora do queo grupo com treino desportivo e o grupo controlo. No terceiro estudo, a vantagem dascrianças com treino musical demonstrou-se também na perceção musical, na leitura depseudopalavras, na adição e na memória visuo-espacial a curto-prazo. Mais, os correlatosneuronais da discriminação rítmica no cerebelo foram modulados pelo treino e estasalterações correlacionaram-se com os ganhos na performance motora do grupo com treino musical. No seu conjunto, os três estudos apresentados permitiram aprofundar o nossoconhecimento sobre a plasticidade cerebral e comportamental nos domínios da leitura eda música. Facultamos informação relevante sobre o papel do QI e do ES para a leitura esobre os efeitos do treino musical no comportamento e plasticidade cerebral. Do ponto devista clínico e educativo, os nossos resultados são úteis para o desenvolvimento deprogramas de remediação ou programas educativos que visem a leitura e déficescognitivos ou motores específicos.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 101508123
URI: https://hdl.handle.net/10216/122225
Document Type: Tese
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
351327.pdf
  Restricted Access
Acknowledging plasticity in reading and music: behavioral and neuroimaging studies with children22.08 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.