Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/121480
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorTathiana Lye Takasaki Lara Resende
dc.date.accessioned2019-07-28T23:13:13Z-
dc.date.available2019-07-28T23:13:13Z-
dc.date.issued2019-07-24
dc.date.submitted2019-07-26
dc.identifier.othersigarra:344082
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10216/121480-
dc.descriptionO presente estudo tem como objetivo caracterizar o movimento do deslize progressivo para a frente na Patinagem Artística, descrevendo os parâmetros cinemáticos do movimento. Foi analisada simultaneamente a atividade muscular de dez músculos dos membros inferiores em 22 patinadores medalhistas do Campeonato Nacional e/ou do Campeonato da Europa em 2017, distribuídos pelos seis escalões etários da modalidade. Além do recurso à Eletromiografia de superfície wi-fi, a recolha dos dados cinemáticos ocorreu de duas formas distintas do deslize progressivo para a frente: Slide1 - iniciando o movimento de uma posição estática, e Slide2 - iniciando o movimento em andamento. Foram efetuadas três recolhas válidas. Realizou-se o teste de Kruskal-Wallis para verificar os efeitos nos parâmetros analisados em função dos escalões etários e o teste de U-Mann de Whitney para analisar o efeito do gênero dos patinadores. Para além disso, utilizou-se a correlação de Pearson para verificar a influência dos movimentos articulares na velocidade de deslocamento. O deslize possui duas grandes fases (exterior e interior) que engloba seis instantes distintos com apoios simples (duração média de 0.75s) e duplos (duração média de 0.20s). A velocidade média geral dos patinadores foi de 2.36m/s e, com o aumento da velocidade, os patinadores apresentaram 17° a mais de inclinação do membro inferior ao final do deslize comparativamente à inclinação inicial. Diferenças entre sexo só foram encontradas na flexão e na adução do joelho e na velocidade de deslocamento. Concluiu-se que o aumento da flexão e da adução do quadril explica o aumento da velocidade em algumas fases, entretanto a rotação externa do tornozelo possui correlação negativa com a velocidade. Relativamente à lateralidade da ativação muscular foi observada assimetria entre os membros inferiores devido à atividade ocorrer em curva. A maior diferença observada foi no músculo adutor magno que apresentou maior solicitação no membro inferior esquerdo.
dc.description.abstractThe present study aims to characterize the forward progressive slide movement in Artistic Roller Skating describing the kinematic parameters of the movement. At the same time, the muscular activity of ten lower limb muscles was analyzed in 22 medalist skaters of the National Championship and/or the European Championship in 2017, distributed among the six age groups of the modality. In addition to the use of wi-fi surface electromyography, the kinematic data collection was performed in two distinct forms of forward progressive slide: Slide1 - initiating the movement of a static position, and Slide2 - initiating the movement in progress. Three valid data collections were carried out. The Kruskal-Wallis test was used to verify the effects on the parameters analyzed according to age and Whitney U-Mann test for analyze the effect of the sex of the skaters. In addition, the Pearson correlation was used to verify the influence of joint movements on the speed. The slide has two large phases (outside edge and inside edge) that includes six distinct moments with simple supports (average duration of 0.75s) and double support (duration of 0.20s). The average overall speed of the skaters was 2.36m/s. With increasing speed, the skaters had 17 ° more inclination of the lower limb at the end of the slide compared to the initial inclination. Differences between sex were found only in knee flexion, knee adduction and in speed. It was concluded that the increase of hip flexion and hip adduction explains the raise of speed in some phases, however the external rotation of the ankle has a negative correlation with speed. Regarding the laterality of muscle activation, asymmetry was observed due to the activity occurring in the curve. The asymmetry between the lower limbs and the largest difference was observed in the aductor magnum muscle, which showed a greater demand in the left lower limb.
dc.language.isopor
dc.rightsopenAccess
dc.subjectOutras ciências sociais
dc.subjectOther social sciences
dc.titleAnálise Biomecânica do Deslize Progressivo para a Frente na Patinagem Artística sobre Rodas: Caracterização do movimento
dc.typeDissertação
dc.contributor.uportoFaculdade de Desporto
dc.identifier.tid202267431
dc.subject.fosCiências sociais::Outras ciências sociais
dc.subject.fosSocial sciences::Other social sciences
thesis.degree.discipline2º Ciclo em Treino Desportivo - Treino de Alto Rendimento e Treino de Jovens
thesis.degree.grantorFaculdade de Desporto
thesis.degree.grantorUniversidade do Porto
thesis.degree.level1
Appears in Collections:FADEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
344082.pdfAnálise Biomecânica do Deslize Progressivo para a Frente na Patinagem Artística sobre Rodas: Caracterização do movimento2.34 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.