Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/119958
Author(s): Sara Carrapiço Pereira
Title: Da necessidade de uma nova circunstância - a colaboração do Ateliermob no processo de recuperação de habitações após o complexo de incêndios de junho de 2017
Issue Date: 2018-11-05
Abstract: In the media, the process of recovery of the permanent houses that were burnt in the Set ofFires that devastated Portugal in land in June of 2017 has been debated mainly considering two factors,which are time and resources (material and non-material) existent to make it happen; factors that arethe constraints that usually differentiate a post-disaster context, as the one previously mentioned, froman everyday cirscumstance for being more limited. Meanwhile, the contribute of the architect, whosepresence is implicitly implied in this process, has been hidden from the public oppinion. The presentdissertation arises from the intention to recognise the role that this actor is taking in the specificities ofthe circumstance- being these the mentioned constraints, the lack of national preparation to deal with thistype of process, the controversies between the entities involved, the pre-existent socioeconomic fragilityin the affected counties-, as the strategies that the architect is using to adapt to these. In the impossibilityof identifying a single attitude between all the involved, each one developing an architectural processwith own priorities and goals, Ateliermob was defined as case of study. This team presents, as part of itsway of operating, a consciousness about the quality of the architecture as an enhancer structure of socialtransformations that, in the context of recovery of the houses afected by the Set of Fires of June of 2017-as well as in any post-disaster context-, allows it to use own strategies and tools that promote a recoverythat goes beyond the repais of the physical damages caused by the Fires. This position is fundamental sothat the inevitable spacial tranformations that need to be carried out are delineated from the possibilityof reducing the vulnerability they represent, since this is a result of the dynamics and social processesthat have been defining, over time, the living conditions that the affected people presented at the momentof deflagration of the Set of Fires.
Description: Nos meios de comunicação social, o processo de recuperação das habitações permanentesque arderam no Complexo de Incêndios que devastou o interior de Portugal em junho de 2017 temsido debatido principalmente em função de dois fatores, que são o tempo e os recursos (materiais enão materiais) existentes para o empreender; fatores estes que são as condicionantes que normalmentedestacam um contexto pós-desastre, como o referido, de uma circunstância quotidiana por serem maislimitados do que nesta. Enquanto isso, o contributo do arquiteto, cuja presença está obrigatoriamenteimplícita neste processo, tem-se mantido oculto da opinião pública. A presente dissertação surge daintenção de reconhecer o papel que este ator está a assumir perante as especificidades da circunstância -sejam estas as condicionantes referidas, a falta de preparação nacional para lidar com um processo destetipo, as polémicas que se foram gerando entre as entidades envolvidas, ou a fragilidade socioeconómicapré-existente nos concelhos afetados -, assim como as estratégias de atuação que o arquiteto está a utilizarpara se adaptar a estas. Na impossibilidade de sinalizar uma postura una entre todos os intervenientes,sendo que cada um está a desenvolver um processo arquitetural com prioridades e objetivos próprios,definiu-se o Ateliermob como caso de estudo. Esta equipa apresenta, como parte do seu modo de operar,uma consciência sobre a qualidade da arquitetura como estrutura potenciadora de transformações sociaisque, no contexto de recuperação das habitações afetadas pelo Complexo de Incêndios de junho de 2017- assim como em qualquer contexto pós-desastre -, lhe permite recorrer a estratégias e ferramentasde atuação próprias que promovem uma recuperação que vai além da reparação dos danos físicosprovocados pelos Incêndios. Esta postura é fundamental para que as inevitáveis transformações espaciaisque é necessário realizar sejam delineadas a partir da possibilidade de redução da vulnerabilidade querepresentam, já que esta é resultado das dinâmicas e processos sociais que foram definindo, ao longodo tempo, as condições de vida que as pessoas afetadas apresentavam no momento de deflagração doComplexo de Incêndios.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
URI: https://hdl.handle.net/10216/119958
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
335773.pdfProcessos de construção de uma nova circunstância. O reerguer depois dos incêndios de 201784.4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.