Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/119950
Author(s): Sónia Pires de Lima Araújo Rodrigues
Title: A qualidade do acolhimento residencial em Portugal: avaliação da adequação dos serviços às necessidades das crianças e jovens institucionalizados
Issue Date: 2019-05-27
Description: O acolhimento residencial (AR) é, em Portugal, a principal medida de colocaçãoextrafamiliar, representando 87% das crianças e jovens em acolhimento. Os escassos estudossobre a qualidade do AR nacional não permitiram até agora conhecer as reais necessidadesdas crianças e jovens acolhidos e o modo como os recursos e serviços disponibilizados pelascasas de AR lhes dão resposta, tornando imperativa a sua investigação.Analisam-se os conceitos de acolhimento residencial e de qualidade neste contexto e érealizado um levantamento da realidade atual do AR em Portugal.Foram visitadas 74 casas de AR no âmbito de uma investigação nacional visandoavaliar a qualidade do sistema de AR português com recurso ao ARQUA-P. Participaramneste estudo 841 crianças e jovens e 510 cuidadores, 72 diretores técnicos e 73 técnicos deacompanhamento na entidade tutelar.A fim de aferir o nível de ajustamento psicológico (AP), autoestima (AE), satisfaçãocom a vida (SCV) e bem-estar pessoal (BEP) e vivenciados pelos adolescentes aí acolhidos,estes completaram o SDQ, RSES/EAR, SWLS/ESCV e PWB/IBP.Os resultados revelaram que todos os participantes e também os investigadores/peritosavaliaram de forma positiva a qualidade total e apenas os investigadores/peritos avaliaramalgumas 'dimensões' negativamente. Foram encontradas correlações e associaçõessignificativas entre a avaliação da qualidade do AR realizada pelos diferentes participantes oupelos investigadores/peritos e variáveis contextuais (e.g. dimensão da casa) e característicasindividuais de cada tipo de participante (e.g. sexo). AE, SCV e BEP estão significativamenteabaixo dos valores encontrados na população normativa correspondente. Algumas dimensõesdo ARQUA-P avaliadas pelos adolescentes mostraram correlações significativas positivascom as medidas de AP: SCV, BEP e com a AE. As crianças e jovens em acolhimentoavaliaram o contexto de AR onde vivem mais positivamente que os cuidadores, diretorestécnicos, técnicos de acompanhamento na entidade tutelar e investigadores/peritos. Foramidentificados como principais preditores da Qualidade Total, as Casas de Acolhimento seremmistas, terem supervisão e o seu clima afetivo, com este último a revelar-se o principalpreditor. Implicações para futuras investigações e para a intervenção em AR são discutidas.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 101401990
URI: https://hdl.handle.net/10216/119950
Document Type: Tese
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
335745.pdfA qualidade do acolhimento residencial em Portugal: avaliação da adequação dos serviços às necessidades das crianças e jovens institucionalizados5.2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.