Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/119655
Author(s): Armanda Martins Zenhas
Title: A experiência de crianças na sua integração numa nova escola e num ano de transição de ciclo
Issue Date: 2019-04-29
Description: As fases de transição de ciclo de escolaridade e a integração numa nova realidade escolarintroduzem grande complexidade no percurso escolar das crianças. As transições de ciclo emPortugal têm uma presença escassa, ainda que relevante, na investigação educacional; oprocesso da integração não tem tido uma atenção especificamente dedicada; urge estudarestes processos a partir da perspetiva das crianças. Este estudo pretende descrever eanalisar como as crianças experienciam a integração numa escola pública num ano detransição de ciclo. Procurou-se indagar como se sentem, o que pensam e como agem nesseprocesso de integração; como se carateriza a sua agência na resposta às exigências da escolae da família; como é que as famílias mobilizam o seu capital cultural e social na preparaçãoda transição escolar e no acompanhamento da integração dos filhos na nova escola; queagência têm as crianças nesses processos. Uma turma de 5º ano do ensino articulado damúsica foi estudada ao longo de um ano letivo, utilizando os procedimentos da metodologiaetnográfica, complementados com entrevistas semiestruturadas, diários das crianças,atividades participativas, sociograma, questionários aos pais. As notas de campo e todomaterial recolhido foram introduzidos no programa NVivo11, que apoiou a análisequalitativa inspirada no interacionismo simbólico. A análise de conteúdo partiu de umquadro teórico multifacetado, complementado com categorias definidas indutivamente.Ficou patente a complexidade dos conceitos de transição e integração, processos distintosque se interpenetram. A integração das crianças foi facilitada pela mobilização dos váriostipos de capital acumulado no seio da família, repercutido na riqueza do nível de linguagem,na capacidade de lidar com conceitos abstratos e na capacidade de apropriação criativa deatividades para-curriculares. Dificultaram a integração a diferença de estatuto face aosalunos mais velhos; caraterísticas arquitetónicas da escola; regras de circulação e uso dosespaços. As crianças concebem estratégias criativas para contornarem obstáculos à suaintegração. A integração ativa das crianças pelas escolas nos anos de transição é essencial,principalmente na ausência de capital cultural, social e económico familiares.
Subject: Ciências da educação
Educational sciences
Scientific areas: Ciências sociais::Ciências da educação
Social sciences::Educational sciences
TID identifier: 101381670
URI: https://hdl.handle.net/10216/119655
Document Type: Tese
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
331645.pdfA experiência de crianças na sua integração numa nova escola e num ano de transição de ciclo3.09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.