Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/116954
Author(s): Tiago Alexandre Ferreira de Moura
Title: A utopia de um "Cego": A formação de atletas como meio de sustentabilidade dos clubes de futebol
Issue Date: 2018-11-06
Abstract: This dissertation aims to understand the path football clubs should follow in the future so that they can achieve self-sustainability, both financially and sportively. Nowadays, and with the appearance of many magnates, who, due to their enormous financial power, look at football as an important economic source that has completely transformed the football business. Nevertheless, it is imperative to understand where the clubs athletes' formation stands in these new organizational models and if a real bet on the athletes trained in the clubs and their use for the main teams can be a way of sustainability of the clubs, both at a financial as well as at a sportive level.An interview script was drawn up and it was applied to 4 sports agents (2 managers and 2 coaches) from a club in the first Portuguese league, with the same questions for everyone, to try to understand where the opinion diverged or converged.The general opinion is that it may be possible to have a bet on the formation and still obtain good financial and sports results, but the interviewees opted for the same pitch and stated that in order to obtain excellent results, a bet on formation alone will not be enough. There must be a balance between the investment on players trained in the house and the hiring of already made players and with recognized quality to maintain a good balance between the financial and the sportive area.
Description: Esta dissertação tem como objectivo perceber qual é o caminho que os clubes de futebol devem seguir, no futuro, para que consigam apresentar uma auto-sustentabilidade tanto a nível financeiro como desportivo. Nos dias de hoje e com o surgimento de bastantes magnatas que, devido ao seu enorme poderio financeiro, olharam para o futebol como uma importante fonte económica o que veio a transformar por completo o negócio futebol. Ainda assim é de todo imperioso perceber qual o lugar da formação de atletas nestes novos modelos organizacionais e se realmente uma aposta efectiva nos atletas formados nos clubes e o seu aproveitamento para as equipas principais consegue ser um meio de sustentabilidade dos clubes tanto a nível financeiro como desportivo.Foi elaborado um guião de entrevista que foi aplicado a 4 agentes desportivos (2 gestores e 2 treinadores) de um clube da primeira liga portuguesa, com as mesmas perguntas para todos para se tentar perceber onde a opinião divergia ou convergia.A opinião geral é que pode ser possível existir uma aposta na formação e ainda assim obter resultados financeiros e desportivos de bom nível, contudo os entrevistados optaram todos pelo mesmo diapasão e afirmaram que para se obterem resultados de excelência uma aposta apenas na formação não será o suficiente. Terá que existir um equilíbrio entre uma aposta em jogadores formados na casa e contratações de jogadores já feitos e com qualidade reconhecida para que se mantenha um bom equilíbrio entre a parte financeira e desportiva.
Subject: Outras ciências sociais
Other social sciences
Scientific areas: Ciências sociais::Outras ciências sociais
Social sciences::Other social sciences
TID identifier: 202027414
URI: https://hdl.handle.net/10216/116954
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FADEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
299523.pdfA utopia de um "Cego": A formação de atletas como meio de sustentabilidade dos clubes de futebol742.6 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.