Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/116569
Author(s): Ribeiro, Vasco
Title: A empresa de relações públicas norte-americana contratada por Salazar (1951-1962): a estreia da ditadura no modelo assimétrico bidirecional no período pós-António Ferro
Issue Date: 2018
Abstract: A decade before the publication of the first public relations manual in Portugal, atranslation of the work of Sam Black (1962), Antonio de Oliveira de Salazar alreadyhad a portfolio with extensive personal correspondence with a public relations companyin New York. It was called George Peabody and Associates and developed anintense and sophisticated work in tourist and political communication for the PortugueseGovernment during 11 years (1951-62). Through a search of the archives ofTorre do Tombo and the US Department of Justice, as well as the epistemologicaland prosopographic study of the main figures of the old regime, we will try to demonstratethe strategies, tactics and main protagonists of this company that servedthe New State and the dictator of the regime. As a main conclusion, this article revealshow, even during the 1950s and without António Ferro, the dictatorial Governmentitself carried out an instinctive communication shift towards the bidirectionalasymmetric model (Grunig & Hunt, 1984).
Description: Uma década antes de ser publicado o primeiro manual de relações públicas em Portugal, uma tradução da obra de Sam Black (1962), António de Oliveira de Salazar já tinha uma pasta com vasta correspondência pessoal com uma empresa de public relations de Nova Iorque. Chamava-se George Peabody and Associates e desenvolveu um intenso e sofisticado trabalho a nível turístico e político durante 11 anos (1951-62). Com recurso a uma pesquisa aos arquivos da Torre do Tombo e do Departamento de Justiça norte-americano, assim como ao estudo epistolográfico e prosopográfico das principais figuras do antigo regime, tentaremos demonstrar as estratégias, as táticas e os principais protagonistas desta empresa que serviu o Estado Novo e o ditador do regime. Como principal conclusão, este artigo revela como, ainda durante os anos 50 e sem António Ferro, o próprio Governo ditatorial protagonizou uma instintiva viragem comunicacional para o modelo assimétrico bidirecional (Grunig & Hunt, 1984).
Subject: Ciências da comunicação
Communication sciences
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/116569
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
297186.pdf151.86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.