Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/116380
Author(s): Pinto, Bruno
Amorim, Inês
Title: A biodiversidade marinha nos museus de Portugal continental: uma introdução
Issue Date: 2018
Abstract: The role of museums in representing the uses of ethnographic maritime patrimony, or of the scientific heritage, is articulated with the evolution of the concepts of mediation, cultural and scientific literacy. This article intends to adopt this perspective in approaching the history of museums in Portugal Continental, which are associated with marine biodiversity. We define five typologies main museums: Natural History Museums; Historical Aquariums; Maritime Ethnographic Museums; Modern Aquariums and Science Centers. We representative examples of each of these categories, we contextualize their origin, the main events throughout its history and its relation with other institutions linked to maritime heritage. We also note that these museums date back to the end of the 18th century, but that in the last two decades new protagonists, suchas science centers and modern aquariums. Furthermore, also ethnographic museums today address marine biodiversity, a sign of a progressive interdisciplinary approach and a debate on the natural and associated with the oceans.
Description: O papel desenvolvido pelos museus nas representações dos usos do mar, quer do património marítimo de pendor etnográfico, quer do património científico, articula-se com a evolução dos conceitos de mediação, literacia cultural e científica. Este artigo pretende adotar esta perspetiva na abordagem da história dos museus em Portugal Continental, que estão associados à biodiversidade marinha. Definimos cinco tipologias principais de museus: Museus de História Natural Universitários; Aquários Históricos; Museus Marítimos Etnográficos; Aquários Modernos e Centros de Ciência.Nos exemplos representativos de cada uma destas categorias, contextualizamos a sua origem, os principais eventos ao longo da sua história e a sua relação com outras instituições ligadas ao património marítimo. Observamos, também, que estes museus remontam ao final do século XVIII, mas que nas duas últimasdécadas surgiram novos protagonistas, como os centros de ciência e os aquários modernos.Para além disso, também os museus etnográficos abordam hoje a biodiversidade marinha, sinal de uma progressiva abordagem interdisciplinar e de um debate em torno do património natural e cultural associado aosoceanos
Subject: Geografia
Geography
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/116380
Document Type: Artigo em Revista Científica Internacional
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Artigo em Revista Científica Internacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
295603.pdf449.68 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.