Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/110628
Author(s): Joana Marina Santos da Silva Vieira
Title: (Re)conciliando trabalho e família: articulações com a parentalidade e com o ajustamento socioemocional da criança
Issue Date: 2017-09-26
Description: A conciliação entre a vida familiar e profissional constitui atualmente um dosmaiores desafios enfrentados pelas famílias e sociedades contemporâneas,assumindo este desafio particular relevância em Portugal, um dos países da UniãoEuropeia com maior número de famílias de duplo-emprego. Não obstante, asquestões da conciliação trabalho-família permanecem pouco estudadas, do ponto devista psicológico, no nosso país. Em particular, a investigação dos efeitos destaconciliação de papéis na parentalidade, nas relações pais-filhos e no desenvolvimentoda criança configura uma importante lacuna da investigação neste domínio.O presente trabalho teve, assim, como principal objetivo analisar as associaçõesentre ambas as experiências de conciliação positiva e negativa do trabalho e dafamília e a qualidade das relações pais-filhos, procurando compreender tambémcomo estas dinâmicas de conflito e enriquecimento na conciliação de papéis dos paisse associam com o ajustamento socioemocional da criança. Adicionalmente,pretendeu-se identificar tipologias diádicas de conciliação trabalho-famíliaprivilegiadas por casais de duplo-emprego com base nos efeitos interativos das suasexperiências de conflito e enriquecimento, para além de desenvolver e validarversões portuguesas de dois dos instrumentos de medida mais amplamenteutilizados e validados na literatura internacional no domínio da interface Trabalho-Família. De uma maneira geral, os resultados mostraram que o modo como os paisconciliam os seus papéis profissional e familar encontra-se associado com a qualidadedas relações que estabelecem com os seus filhos (vinculação, frutração relacional,envolvimento e sentido de competência parental), o que por sua vez pareceinfluenciar o ajustamento socioemocional das crianças (comportamentos deinternalizaçao e externalização). Do ponto de vista diádico, os resultadosevidenciaram efeitos diferenciais entre os parceiros, com uma maior associação entreas experiências de conciliação das mães e a qualidade das relações pai-criança, do queo contrário (conciliação dos pais e relações mãe-criança). Adicionalmente, e no quediz respeito aos indicadores de ajustamento socioemocional da criança, observaram-se contributos igualmente diferenciais das experiências de conflito e enriquecimentode pais e mães. Enquanto que a experiência de conflito trabalho-família por parte dospais mostrou ter uma ligação direta com os comportamentos de internalização eexternalização da criança, o conflito das mães só mostrou estar indiretamente associado com estes comportamentos (por via da influência do conflito na qualidadeda relação mãe-criança). Já no caso do enriquecimento, não foram observadasassociações diretas com os indicadores de ajustamento da criança, apenas efeitosindiretos da experiência de enriquecimento trabalho-família de ambos pais e mãessobre os comportamentos de internalização e externalização da criança, com aqualidade da relação parental a desempenhar aqui o papel central de ligação.Termina-se este trabalho apontando as principais implicações da presenteinvestigação, bem como algumas pistas para futuros estudos neste domínio.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 101401370
URI: https://hdl.handle.net/10216/110628
Document Type: Tese
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
250582.pdf
  Restricted Access
(Re)conciliando trabalho e família: articulações com a parentalidade e com o ajustamento socioemocional da criança2.59 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.