Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/109914
Author(s): Raquel Fernanda Castro Barroso
Title: Experiência de perda e ajustamento psicológico em adolescentes adotados
Issue Date: 2017-12-18
Description: A adoção possibilita a crianças que a literatura atual designa como "crianças sempais permanentes" a possibilidade de crescerem em família e de viverem uma relaçãofamiliar. Contudo, uma característica comum a todos os adotados é a vivência de perdasinerentes ao estatuto adotivo. Estas manifestam-se pela existência de sentimentosnegativos em relação a si mesmo, à adoção e à família biológica, bem como pelacuriosidade relativamente à vida anterior à adoção e à família biológica, variandoconsoante as características do adotado, da adoção e das experiências anteriores à mesma.Apesar dos adotados serem mais parecidos com os não adotados, que diferentes, verifica-se que estão sobre representados nos contextos de saúde mental, sendo a vivência dossentimentos de perda inerentes ao estatuto adotivo uma das justificações maisfrequentemente fornecidas para as suas dificuldades acrescidas. O presente estudopretendeu enriquecer os conhecimentos existentes acerca da vivência de adolescentesadotados, em termos do seu ajustamento psicológico e identificar os processos pelos quaisas perdas inerentes à adoção têm impacto no ajustamento psicológico do adolescenteadotado. Para se atingir este objetivo, realizaram-se estudos com metodologias distintas,nomeadamente estudos comparativos e estudos específicos da população de adotados. Osresultados gerais dos estudos comparativos mostraram que os adolescentes adotadosapresentavam relações de vinculação aos pais similares às dos jovens que viviam com afamília de nascimento, que estavam bem ajustados em termos psicológicos e queevidenciavam habilidades sociais, assim como problemas de comportamento normativos.Por outro lado, os estudos específicos da população de adotados identificaram as perdasrelacionadas com a adoção, assim como os sentimentos negativos relacionados com aexperiência adotiva repostados pelos adolescentes participantes. Os resultados mostraramtambém que os sentimentos de perda inerentes ao estatuto adotivo mediaram a relaçãoentre a frequência de sentimentos negativos dos adolescentes ao pensar nos seus paisbiológicos e a autoestima dos adotados. Este trabalho levanta reflexões acerca da práticapsicológica junto de adolescentes adotados suscita pistas para investigações futuras.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 101436246
URI: https://hdl.handle.net/10216/109914
Document Type: Tese
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
239741.pdfExperiência de perda e ajustamento psicológico em adolescentes adotados2.45 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.