Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/109010
Author(s): Tiago Manuel Silva Azevedo
Title: A Anamorfose em Arquitectura: do conflito perceptivo à experiência prática
Issue Date: 2017-11-23
Abstract: This dissertation appear from the will of creation and experimentation of the realefects of the use of illusion in architecture, focusing specifically on one kind of illusions andperspective: the anamorphose. This curious perspective, as called by Niceron (in his manuspcript''La Perspective curieuse ou magic artificielle des effets merveilleux'' of 1638), is constituted byformal deformation previously determined, fixed when seen from a specific point of view. in thisquest for the right framework, the individual's space perception is manipulated, highlightingthe contingencies of the human's cognitive sistem, in his relationship with the space. Throughthe understanding of the visual pyramid's fundamentals, it is shown here a practical exerciceabout phenomenology in architecture, where the body sences are challanged. This work tells theprocess of criation and aplication of anamorphose in urban space, exploring new kinds of spacesensations, playing with expectations and contradictions, reality and apearence.Structurally, the work is organized in 4 parts: I - introduction, II - tools, III - products,IV - conclusion. The first part introduces the generic theme of this dissertation, about the useof illusion serving architecture. It is also made a more detailed description of the motives andstructure of this work. The second, about the working tools, consists in two chapters: abouthuman perception and perspective. Is a theoric investigation about human perception andit's manipulation. From a generic point of view, it looks over about optical illusions, Gestaltprinciples and other perceptual conflicts. It focus on the construction of illusions at serviceof architecture, based on linear perspective and visual pyramid derivations, like aceleratedperspective or conter-perspective. Through the analysis of a study cases selection, it is shownthe causes and effects of space illusions with significance in the History of architecture.The third part - the products - is meant to be exclusivelly to anamorphose, also, aperspective derivation. It is shown the practical experiences, fundamental to a more completeknowledge to the theme, consolidating and applying the theorical investigation's teachings. Itis explored differents aproaches, in shape and methodology, from the creative process, to itsfinal production - not without first presenting an historical contextualization of the relationshipbetween Anamorphose and Architecture.To that report, it follows a final and personal comment - Part IV - where it is analysedthe contribute of the interventions, not only to the relationship between the individual andthe space, but also to the city itself. It concludes how the interventions, although ephemeral,transformed the quality of the selected space, empowering new kinds of relations. The vieweris assumed as the main character, active and decisive on the construction of the illusion. In a''learning through playing'' way, this experiences seek to be a spacial game, stimulanting visualcuriosity, encouraging the thinking and discution about space.
Description: Esta dissertação surge da vontade de criação e experimentação dos efeitos da ilusão emarquitectura, incidindo concretamente sobre uma vertente específica das ilusões e da perspectiva:a anamorfose. Esta "perspectiva curiosa", intitulada por Niceron (no seu manuscrito ''LaPerspective curieuse ou magic artificielle des effets merveilleux'' de 1638), constitui-se por umadeformação formal previamente determinada, que se ''corrige'' quando observada de um pontode vista específico. Nesse jogo de procura pelo enquadramento concreto, a percepção espacialdo indivíduo é manipulada, evidenciando as contingências do sistema cognitivo humano,na sua relação com o espaço. Através do entendimento dos fundamentos da pirâmide visual,apresenta-se nesta dissertação um exercício prático sobre a fenomenologia em arquitectura,onde os sentidos do indivíduo são postos à prova. Este trabalho relata o processo de criação eaplicação da anamorfose em espaço urbano, explorando novas sensações espaciais, onde se jogacom expectativas e contradições, realidade e aparência.Estruturalmente, o trabalho organiza-se em 4 partes: I - introdução, II - ferramentas,III - produtos e IV - conclusão. Na primeira parte, introduz-se o tema geral da dissertação,sobre o uso da ilusão em arquitectura. É também feita uma descrição dos motivos e daestrutura mais detalhada deste trabalho. A segunda parte, das ferramentas de trabalho,contém dois capítulos com carácter de investigação teórica: um sobre a percepção e outrosobre perspectiva. O primeiro debruça-se, de um ponto de vista geral, sobre a manipulaçãoda percepção através de ilusões de óptica, baseando-se nos princípios da Gestalt, e outrosconflitos perceptivos. O segundo foca-se na construção de ilusões ao serviço da arquitectura,com base na perspectiva e em derivações da pirâmide visual, como a perspectiva acelerada ea contraperspectiva. Recorrendo à análise de uma selecção de casos de estudo, apresentam--se as causas e efeitos de ilusões espaciais que pontuam a história da arquitectura.A terceira parte - os produtos - destina-se exclusivamente à anamorfose, também ela,uma derivação da perspectiva. Expõem-se as experiências práticas, fundamentais para umconhecimento mais completo sobre o tema em questão, consolidando e aplicando os ensinamentosda investigação teórica. Exploram-se diferentes abordagens, em forma e metodologia, desde oprocesso criativo, à produção final - não sem antes apresentar uma contextualização histórica darelação entre a anamorfose e arquitectura. Em modo de ''aprender brincando'', as experiênciasprocuraram ser um jogo espacial de estímulo à curiosidade visual, incentivando à reflexão ediscussão sobre o espaço.Finalizando, segue-se a quarta parte, de reflexão pessoal, onde se analisa o resultado dasintervenções, não só para a relação entre o indivíduo e o espaço, mas também para a cidade.Conclui-se que as intervenções, ainda que efémeras, transformaram a qualidade do espaçoseleccionado, potenciando novos tipos de relações. Na anamorfose, o observador assume-secomo personagem principal, activo e determinante na construção da ilusão.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/109010
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
232662.pdfA Anamorfose em Arquitectura: do conflito perceptivo à experiência prática36.81 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.