Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/10095
Author(s): Basílio, João Manuel Henriques
Title: O Universo à nossa escala : Algumas analogias para melhor compreender grandezas no Universo
Publisher: Universidade do Porto. Reitoria
Issue Date: 2001
Abstract: As dimensões dos objectos celestes é de tal ordem que, muitas vezes, se perde a noção do seu tamanho, das distâncias a que se encontram, a energia que libertam ou o tempo necessário a alcançá-los. Para ajudar a perceber melhor essas dimensões procuraremos apresentar alguns exemplos comparativos do nosso dia-a-dia e, sempre que possível, com ilustrações de forma a tornar as dimensões do Universo mais acessíveis à nossa compreensão. Começaremos por apresentar alguns dados físicos dos planetas que constituem o Sistema Solar, nomeadamente as distâncias a que se encontram e as suas dimensões, comparando-as com a dimensão do Sol. O Sistema Solar é descrito com algum pormenor relativamente à dimensão de cada planeta e algumas das suas características são apresentadas por comparação e analogia com objectos ou áreas de superfície terrestres conhecidas, mais acessíveis à compreensão humana. Citamos, o Monte Olympus, em Marte, que é cerca de 3 vezes mais alto que o monte Evereste ou os anéis de Júpiter, em que a espessura e dimensão do planeta é comparável à altura de uma lata de coca-cola com a altura da CN Tower. Apresentaremos também alguns modelos construídos à escala, cujo objectivo é permitir visualizar a três dimensões os corpos celestes: modelos que relacionam dimensões dos planetas e o satélite natural de maior dimensão que o orbita; modelo tridimensional do Sistema Solar construído com objectos de fácil acesso, mostrando o Sol como um gigante em comparação com os planetas; localização da órbitas dos planetas sobre o mapa de Portugal, supondo que o Sol se situaria em Faro e Plutão em Melgaço comprimindo, deste modo, o Sistema Solar à dimensão de Portugal ou indicando um elefante e um girino como animais que têm a mesma proporção que existe entre a massa do Sol e a da Terra. Para além do Sistema Solar, as dimensões aumentam brutalmente passando o Sol a ser um anão em comparação com estrelas supergigantes, como Betelgeuse. Devido à sua proximidade da Terra, o Sol ...
Description: Dissertação de Mestrado em Ensino da Astronomia apresentada à Faculdade de Ciências da Universidade do Porto
URI: http://hdl.handle.net/10216/10095
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
3889_TM_01_C.pdfVolume 01 Cores55.51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
3889_TM_01_P.pdfVolume 01 Preto & Branco12.56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.