Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/9983
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.coverage.spatialPortopt_PT
dc.creatorAfonso, Cláudia Isabel Pontes Nevespt_PT
dc.date.accessioned2009-05-15T11:17:22Zpt_PT
dc.date.accessioned2012-06-26T17:49:28Z-
dc.date.available2009-05-15T11:17:22Zpt_PT
dc.date.available2012-06-26T17:49:28Z-
dc.date.issued1999pt_PT
dc.identifier.other2979_TMpt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10216/9983pt_PT
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Saúde Pública apresentada ao Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Portopt_PT
dc.description.abstractEstão hoje bem identificados diversos factores de risco das principais doenças crónico-degenerativas de que se destacam, pelo potencial de mudança, o sedentarismo e a malnutrição por excesso e desequilíbrio.Para ser eficaz, qualquer intervenção deve ser baseada no conhecimento das populações a que se destina, nomeadamente quanto às suas necessidades, atitudes, e comportamentos.Assim foi objectivo deste estudo identificar na população Portuguesa, os determinantes e níveis de prática de actividade física e a sua relação com o peso e imagem corporal, que possibilitem definir estratégias de promoção adequadas aos Portugueses. Este trabalho foi desenvolvido no âmbito do projecto multicêntrico Pan-EU Survey on Consumer Attitudes to Physical Activity, Body Weight and Health, liderado pelo Institute of European Food Studies (IEFS) Dublin e financiado pela DG V , com a presença de membros de todos os países da União Europeia, em que a Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto foi o representante Português. Foram inquiridos 1007 Portugueses, com idade igual ou superior a 15 anos, sendo esta amostra representativa da população Portuguesa atendendo à idade, sexo, classe social, ocupação, região de residência, e a dimensão de habitantes da localidade. Procedeu-se à análise descritiva, uni e multivariável da informação para a caracterização da amostra do estudo de acordo com os objectivos. Verificamos que em Portugal, a relação entre actividade física, peso corporal e saúde encontra-se atenuada no que se refere à importância atribuída, sendo a alimentação (60%) os hábitos tabágicos (26%) e o stress (21%) os factores mais percebidos pelos Portugueses como influenciadores da saúde. O acumular de investigação comprova a importância da actividade física na saúde e bem-estar, as tendências actuais demonstram em Portugal uma elevada proporção de indivíduos sedentários.Apesar de identificarem numerosos benefícios à prática de actividade/exercíc ...pt_PT
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_PT
dc.languageporpt_PT
dc.publisherUniversidade do Porto. Reitoriapt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.titleSaúde, actividade física e peso corporal : Contributo para o seu conhecimento numa população adulta portuguesapt_PT
dc.typeDissertaçãopt_PT
Appears in Collections:ICBAS - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2979_TM_01_C.pdfVolume 01 Cores47.74 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
2979_TM_01_P.pdfVolume 01 Preto & Branco8.94 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.