Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/20587
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSequeira, José António Pachecopt_PT
dc.date.accessioned2011-02-07T10:44:33Z-
dc.date.available2011-02-07T10:44:33Z-
dc.date.created2008pt_PT
dc.date.issued2011-02-07-
dc.date.submitted2009-01-16pt_PT
dc.identifier.other060432022pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10216/20587-
dc.descriptionEconomia e Gestão Internacionalpt_PT
dc.descriptionMaster in International Economics and Managementpt_PT
dc.descriptionOs estudos que se debruçam sobre a influência e o impacto de organizações geradores de conhecimento (e.g., universidades ou instituições de I&D) têm sido, normalmente, abordados por meio da análise estritamente económica, enfatizando o seu impacto económico no âmbito local, regional ou nacional. No presente estudo, avança-se com uma metodologia alternativa de modo a avaliar a influência e o impacto científico internacional de uma instituição geradora e difusora de conhecimento. São assim estudados dois ramos da literatura que tratam, por um lado, da mensurabilidade do impacto económico de organizações de I&D, e por outro lado, dos fluxos de conhecimento: nomeadamente, estudos económicos tradicionais e análises cienciométricas e bibliométricas. Consequentemente, apresentamos aqui uma metodologia complementar, baseada na cienciometria e bibliometria, por considerar a influência de uma instituição de I&D através da análise da produção científica desenvolvida e por via do reconhecimento da sua relevância pela comunidade científica internacional. Concretamente, tendo como caso de estudo o INESC Porto, analisamos a dinâmica da sua produção científica durante os últimos doze anos, dando especial relevo à evolução das suas co-autorias científicas internacionais, delineando a arquitectura da sua network de conhecimento, bem como da sua estrutura (provavelmente) mutável. Adicionalmente, dando um enfoque especial às suas áreas científicas mais prolíficas, e atendendo ao trabalho científico registado no Science Citation Index (SCI), mapeamos as citações e inferimos sobre a sua influência e o seu impacto científico internacional. Desta forma, somos capazes de quantificar e mapear a rede científica internacional de uma organização produtora de conhecimento, através do uso de métodos estatísticos descritivos e geográficos, bem como por meio de modelos logit, que permitem a visualização do âmbito e a avaliação da importância da estrutura de influência internacional do INESC Porto. Os resultados demonstram que o INESC Porto tem vindo a expandir a sua rede científica internacional. De facto, a sua rede de influência ao nível do conhecimento chega aos cinco continentes. Para além disso, as estimações econométricas levam-nos a concluir que a influência geográfica alargada da investigação científica do INESC Porto não é resultado do seu posicionamento internacional em termos de co-autorias, mas antes sim da qualidade intrínseca da sua produção científica.pt_PT
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_PT
dc.languageporpt_PT
dc.publisherFaculdade de Economia da Universidade do Portopt_PT
dc.publisherFEPpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectImpact and influence assessment methodspt_PT
dc.subjectR&D Institutionspt_PT
dc.subjectBibliometricspt_PT
dc.subjectScientometricspt_PT
dc.subjectknowledge networkpt_PT
dc.subjectINESC Portopt_PT
dc.subjectECONOMIApt_PT
dc.subjectPortopt_PT
dc.titleAssessing the influence of R&D institutions by mapping international scientific networks: the case of INESC Portopt_PT
dc.typeDissertaçãopt_PT
Appears in Collections:FEP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
081222MEGIDissertacaoJoseSequeira.pdf1.51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.