Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/113398
Author(s): João Manuel da Silva Araújo
Title: Análise dos Resultados do Mercado Ibérico de Eletricidade no ano de 2017
Issue Date: 2018-07-20
Description: Em 1973 deu-se uma crise petrolífera que contribuiu para a destabilização do ambiente económico vivido até aí. Em consequência disso, a partir de 1980, vários setores económicos, incluindo o setor elétrico, deram início a um processo de restruturação. Neste contexto de grandes mudanças, procedeu-se a uma mudança no setor elétrico que se traduziu na sua liberalização e restruturação, verificando-se em muitos países o fim da organização em monopólio. O Chile governado por Augusto Pinochet foi o primeiro país a iniciar a restruturação do setor elétrico, enquanto nos restantes países essa mudança só ocorreu no final da década de 1980. Em 1990, na Europa, a liberalização começou na Inglaterra e País de Gales sob o governo de Margaret Tatcher, sendo um momento impulsionador para os restantes países efetuarem esse desenvolvimento. Em 1996, os setores elétricos da Noruega e Suécia deram origem ao NordPool, com a Finlândia e Dinamarca a aderirem uns anos mais tarde, evoluindo assim para a criação do primeiro mercado transnacional de eletricidade.No seguimento da criação dos mercados transnacionais, foi criado o MIBEL, Mercado Ibérico de Eletricidade, que iniciou as suas funções a 1 de julho de 2007. Agregando Portugal e Espanha, este mercado da Península Ibérica encontra-se estruturado num Mercado Diário, onde são efetuadas a maior parte das transações de energia, num Mercado Intradiário, que possibilita aos agentes ajustarem as suas posições de compra e venda em relação ao resultado do Mercado Diário, em Mercados de Serviços de Sistema e num mercado a prazo.Desde que iniciou o seu funcionamento, o MIBEL tem sofrido alterações relacionadas em grande parte com o aumento de produção utilizando recursos renováveis, o aumento da capacidade das linhas de interligações entre Portugal e Espanha e também devido às variações do consumo de energia elétrica que ocorreram nos dois países.Este trabalho visa então avaliar o funcionamento do MIBEL sendo realizada uma análise dos resultados do Mercado Diário e do Mercado Intradiário no ano de 2017, englobando valores de energia elétrica transacionada, preços da energia elétrica, volume económico transacionado, ocorrência ou não de congestionamento nas interligações entre Portugal e Espanha e consequente aplicação do mecanismo de separação de mercados, Market Splitting, a influência das várias tecnologias na produção de energia elétrica e, por último, a Net Transfer Capacity. A análise será referente aos resultados do ano de 2017, tendo sido efetuada posteriormente uma comparação com os resultados obtidos nos anos 2013, 2014, 2015 e 2016.
Subject: Engenharia electrotécnica, electrónica e informática
Electrical engineering, Electronic engineering, Information engineering
Scientific areas: Ciências da engenharia e tecnologias::Engenharia electrotécnica, electrónica e informática
Engineering and technology::Electrical engineering, Electronic engineering, Information engineering
TID identifier: 202115755
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/113398
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
275425.pdfAnálise dos Resultados do Mercado Ibérico de Eletricidade no Ano de 20175.84 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.