Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/102443
Author(s): Nuno Filipe Gomes dos Santos
Title: Programação para Jovens: Conteúdos, Atividades Estratégias e Ferramentas
Issue Date: 2017-02-13
Abstract: Computer programming is an increasingly important competence in the training of a person, particularly young people.More than enabling for a better use of the enormous capacity and computational functionalities available today, it allows itself to develop the logical reasoning added to the capacity of problem solving.As such, programming education has been delivered to increasingly young people and young people from all over the globe, with various initiatives such as code.org, Kodu Game Lab, Hour of Code, Khan Academy and new tools for Teaching programming like Scratch, Alice or ToonTalk. These tools and technologies are used in curricular and extracurricular contexts, at school and at home, with appropriate adaptations in terms of content, activities, teaching / learning strategies and programming tools.Some countries have clearly distinguished themselves in this theme, both by advances in the teaching of technology and by the implementation, in their official curricular plan, of programming teaching. The UK, for example, has implemented the programming teaching program in the 2014 school year.The reality in Portugal although similar, there are still specific needs.The educational offer consists of Information Technology and Computing (basic education) and Computer Applications B (secondary education),Whose curricula can be improved, and the existence of these disciplines typically differs according to the educational offer of each school,Motivating or not, the students who ambition to follow technological areas in higher education.In this context, national and international, it was intended to begin by developing a set of didactic units (contents and activities) for students and teachers, as well as a set of strategies, goals, educational and pedagogical objectives for the teaching of programming to children and young people .Studies of the University of Minnesota report that time flies when students have fun in a study that relates the use of technology to cognitive absorption, as such the construction of this work was shaped by the preference of students.In order to avoid extra conditioning to students' learning, it contributes with content in Portuguese,Are still selected, configured and integrated a set of programming tools, using the state of the art of the area.This dissertation aims at the development of contents and activities, strategies and tools, for the teaching of programming to young people between 12 and 18 years of age, in Portuguese language.
Description: A programação de computadores é uma competência com uma crescente importância na formação de uma pessoa, em particular nos jovens. Mais do que habilitar para uma melhor utilização da enorme capacidade e funcionalidades computacionais hoje disponíveis, permite por si só desenvolver o raciocínio lógico agregado à capacidade de resolução de problemas.Como tal, o ensino da programação tem vindo a ser realizado a jovens e crianças cada vez mais novas, de todo o globo, com várias iniciativas como o code.org, Kodu Game Lab, Hour of Code, Khan Academy e novas ferramentas para o ensino da programação como o Scratch, Alice ou ToonTalk. Estas ferramentas e tecnologias são usadas em contexto curricular e extracurricular, na escola e em casa, com as devidas adaptações em termos de conteúdos, atividades, estratégias de ensino/aprendizagem e ferramentas de programação.Alguns países têm-se claramente destacado neste tema, tanto por avanços no ensino da tecnologia como por implementação, no seu plano curricular oficial, do ensino da programação. O Reino Unido, por exemplo, implementou o programa de ensino de programação no ano letivo de 2014. A realidade em Portugal embora semelhante, existem ainda necessidades específicas. A oferta educativa consiste em Tecnologia de Informação e Computação (ensino básico) e Aplicações Informáticas B (ensino secundário), cujos currículos podem ser melhorados, e a existência destas disciplinas tipicamente difere de acordo com a oferta educativa de cada escola, motivando, ou não, os alunos que ambicionam seguir áreas tecnológicas no ensino superior.Neste contexto, nacional e internacional, pretendeu-se começar por desenvolver um conjunto de unidades didáticas (conteúdos e atividades) para alunos e docentes, assim como um conjunto de estratégias, metas, objetivos educativos e pedagógicos para o ensino da programação a crianças e jovens.Estudos da Universidade de Minnesota referem que o tempo voa quando os alunos se divertem, num estudo que relaciona o uso de tecnologia com a absorção cognitiva, como tal moldou-se a construção deste trabalho tendo em atenção a preferência dos alunos. De modo a evitar condicionantes extra à aprendizagem por parte dos alunos, contribui-se com conteúdos em língua portuguesa, são ainda selecionadas, configuradas e integradas um conjunto de ferramentas de programação, recorrendo ao estado da arte da área.Esta dissertação visa o desenvolvimento de conteúdos e atividades, estratégias e ferramentas, para o ensino da programação a jovens entre os 12 e 18 anos de idade, em língua portuguesa.
Subject: Engenharia electrotécnica, electrónica e informática
Electrical engineering, Electronic engineering, Information engineering
TID identifier : 201804816
URI: http://hdl.handle.net/10216/102443
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
178783.pdfProgramação para Jovens: Conteúdos, Atividades Estratégias e Ferramentas30.56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.