Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/9564
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.coverage.spatialPortopt_PT
dc.creatorBessa, Célia Marisa Moreirapt_PT
dc.date.accessioned2009-05-14T13:57:51Zpt_PT
dc.date.accessioned2012-06-26T16:48:58Z-
dc.date.available2009-05-14T13:57:51Zpt_PT
dc.date.available2012-06-26T16:48:58Z-
dc.date.issued2001pt_PT
dc.identifier.other4521_TMpt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10216/9564pt_PT
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Medicina Legal apresentada ao Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Portopt_PT
dc.description.abstractA narcolepsia é uma alteração do sono caracterizada por sonolência diurna excessiva, fragmentação do sono e sintomas de REM anormal (alucinações hipnagógicas, paralisias de sono e cataplexia). Pode começar em qualquer idade e manter-se pela vida fora. Atinge ambos os sexos e manifesta-se em todas as etnias.A hipersónia idiopática difere da narcolepsia por uma maior duração do sono e uma sonolência mais ou menos permanente ao longo do dia. É mais rara que a narcolepsia e mantém-se durante toda a vida, embora possa melhorar com o tempo.As patologias de sono, especificamente a narcolepsia, parece resultar da combinação de factores genéticos e ambientais. Assim, esta patologia tem sido associada a antigénios HLA classe II (DQ e DR). O haplótipo HLA-DRB1*1501-DQA1*0102-DQB1*0602 foi identificado em quase todos os doentes japoneses e 70% de caucasianos e afro-americanos. Actualmente, o alelo de susceptibilidade HLA-DQB1*0602 tem sido considerado melhor marcador para a narcolepsia com cataplexia do que o HLA-DRB1*1501.A perda de hipocretina nos neurónios do hipótalamo, observada em narcolépticos, parece ser o resultado da destruição dessas células por um processo autoimune. Recentemente, um estudo japonês sugere que o TNFRII está associado com a susceptibilidade para a narcolepsia, dado o envolvimento deste factor nas patologias de foro autoimune. Com este trabalho pretendeu-se identificar os alelos HLA Classe II-DQA1, DQB1 e DRB1 em pacientes, do Norte de Portugal, com narcolepsia (com e sem cataplexia) (NC e N), hipersónia idiopática (HIP) e outras patologias de sono (OPS). Outro objectivo foi a análise do polimorfismo de tamanho de fragmentos de restrição no gene TNFRII, em indivíduos com narcolepsia (NC e N) e hipersónia idiopática (HIP). As frequências fenotípicas e genotípicas foram contadas e comparadas com as de uma população controlo (Pop. Controlo).Este trabalho permitiu observar que o haplótipo HLA-DRB1*1501-DQA1*0102-DQB1*0602 estava representado em 65,2 ...pt_PT
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_PT
dc.languageporpt_PT
dc.publisherUniversidade do Porto. Reitoriapt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.titleEstudos genéticos : HLA e TNFRII na patologia do sono (narcolepsia e hipersónia idiopática)pt_PT
dc.typeDissertaçãopt_PT
Appears in Collections:ICBAS - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
4521_TM_01_C.pdfVolume 01 Cores31.21 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
4521_TM_01_P.pdfVolume 01 Preto & Branco8.35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.