Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/129459
Author(s): Carlos Augusto Castelo Branco Filho
Title: Ideologia colonial portuguesa através dos manuais escolares em África
Issue Date: 2020-10-01
Abstract: The strength of education resides infact of being a knowledge, ideas and common beliefs producer that characterize a society. African societies always had an educational system, the so-called natural education, focused on survival according to the natural environment, where the accumulated experiences were transmitted from generation to generation throughout the years. There is no direct parallelism between the education and the school. Education exists and always did where there never had existed schools before. In these societies, there were not always a clear separation between who teaches and who is being taught. Education is a fine line that guides discourses as well as practices that determine the future of a nation. It can be used both to consolidate the formation of a society secure of its rights and duties, having in its discourses the force of knowledge, but can also be used to segregate, dominate and manipulate a group of people. In the colonial period, education had been used as a hanger to economically and politically support the colony. Also having as justifiable base the civilization of the natives, considered barbarians. Education, seen as a superstructure, can be said to be the result of various determinations, reinforced by the greed of political and ideological forces of a once dominant government both economically and politically, but also a government I desired moral and intellectual dominion, creating through of education a hegemony of power. The present research will have in its main bias to raise reflections regarding the importance that the education was for the solidification of the colonial system, as well as for the formation of groups and of nations in the post-independence.
Description: A força da еduсаçãо rеѕídе no fato de ѕеr um еlеmеntо рrоdutоr de ѕаbеrеѕ, de іdeіаѕ e de crenças comuns que caracterizam a sociedade. Aѕ sociedades аfrісаnаѕ sempre рrаtісаrаm a еduсаçãо, a chamada educação natural, aquela vоltаdа para a sobrevivência de acordo соm o meio natural, onde àѕ experiências acumuladas еrаm transmitidas de geração a gеrаçãо аtrаvéѕ da trаdіçãо оrаl. Não existe nenhum раrаlеlіѕmо dіrеtо entre a еduсаçãо e a еѕсоlа. A еduсаçãо еxіѕtе e ѕеmрrе еxіѕtіu onde nunca tinha еxіѕtіdо nenhuma еѕсоlа. Nеѕtаѕ ѕосіеdаdеѕ, nem ѕеmрrе еxіѕtіu uma ѕераrаçãо clara de funções entre ԛuеm еnѕіnа e ԛuеm aprende.  A educação é uma linha tênue que norteia discursos, bem como práticas que determinam o futuro de uma nação. Podendo ser utilizada tanto para consolidar a formação de uma sociedade segura de seus direitos e deveres, tendo em seus discursos a força do conhecimento, como também pode ser utilizada para segregar, dominar e manipular um grupo de pessoas. No período colonial, a educação fora utilizada como cabide para sustentar economicamente e politicamente a colônia. Tendo também como base justificável a civilização dos indígenas, considerados bárbaros. A educação, vista como uma superestrutura pode ser apontada como sendo o resultado de diversas determinações, sendo reforçado pela ganância de forças políticas e ideológicas de um governo outrora dominador tanto econômico, político, mas também um governo que desejava domínio moral e intelectual, criando através da educação uma hegemonia de poder.  A presente pesquisa terá em seu viés principal elevar reflexões no tocante à importância que a educação foi para a solidificação do sistema colonial, assim como para a formação de grupos e de nações na pós-independência. Palavra chave: África. Educação. Teoria do Currículo.
Subject: Humanidades
Humanities
Scientific areas: Humanidades
Humanities
URI: https://hdl.handle.net/10216/129459
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
423575.pdfIdeologia colonial portuguesa através dos manuais escolares em África1.17 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.