Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/121041
Author(s): Sandra Filipa Teixeira Branco
Title: Atividade de trabalho em contexto hospitalar e risco de doença cardiovascular: exploração de fatores preditores
Issue Date: 2019-07-02
Description: As doenças cardiovasculares representam, atualmente, um problema grave de saúdepública. Apesar de os estilos de vida constituírem um fator frequentemente invocadocomo causa do surgimento destas doenças, têm surgido cada vez mais provas de que ascondições em que se trabalha podem, de igual forma, ser preditoras destes problemas desaúde. O objetivo deste estudo consiste em conhecer e compreender a prevalência dedoenças cardiovasculares e os seus fatores de risco em profissionais que exercematividade em contexto hospitalar, considerando as condições de trabalho em que exercematividade. A amostra foi constituída por 157 trabalhadores do Centro Hospitalar São João(CHSJ), incluindo enfermeiros, médicos, técnicos superiores e assistentes operacionais.Os dados foram recolhidos a partir de um questionário de autopreenchimento, concebidono âmbito deste estudo. À semelhança das características da população do CHSJ, amaioria dos participantes era do sexo feminino (76%) e 58% tinha menos de 45 anos. Osdados foram explorados através de estatística descritiva, e também com recurso àregressão logística, com o intuito de analisar a associação entre as características dotrabalho e a existência de doença/risco cardiovascular, considerando as característicasindividuais dos trabalhadores (sexo, idade e antecedentes familiares para doençacardiovascular). Os resultados aparentaram revelar um efeito paradoxal, na medida emque foram encontradas associações entre a realização do trabalho aos fins de semana, porturnos rotativos, e mistos, e um menor risco de hipertensão. Estes resultados sãocompreendidos quando ajustados aos fatores individuais de cada um, nomeadamente, aidade: são os trabalhadores mais jovens que estão mais expostos, por exemplo, a horáriosde trabalho mais exigentes, contudo, sabendo que o seu impacto na saúde não é imediato,mas sim diferido no tempo, apresentam menos probabilidade de um diagnóstico dedoença cardiovascular. Contrariamente, junto dos trabalhadores mais velhos, menosexpostos a horários mais exigentes, há uma maior prevalência deste tipo de doença.Considera-se, assim, a possibilidade de se observar, neste contexto, um exemplo concretodo "efeito do trabalhador saudável", uma vez que estamos perante uma amostrarelativamente jovem e o efeito destas características laborais poderá ainda não ter surtidoefeito. Assim, a discussão de medidas de intervenção sobre as condições de trabalhorevela-se pertinente, tendo em vista a prevenção destas doenças no futuro.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 202262707
URI: https://hdl.handle.net/10216/121041
Document Type: Dissertação
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
341668.pdf
  Restricted Access
Atividade de trabalho em contexto hospitalar e risco de doença cardiovascular: exploração de fatores preditores1.89 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.