Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/116561
Author(s): Gabriela Branco Magalhães
Title: Nas margens da Arquitectura: a urbanização da pobreza a partir de Katmandu
Issue Date: 2018-11-09
Abstract: This study, entitled On the margins of architecture: the urbanization of povertyfrom Kathmandu tries, through an approximation of the disciplinary areas ofarchitecture, urbanism and social sciences, to debate not only the issues ofspatiality, but also the understanding of daily life and respective ways of spaceappropriation by the less visible and studied social groups. Starting from a firstcontact with another reality - the journey to Kathmandu - this investigation aims tocombat a generalised lack of understanding and to demystify some pre-establishedvisions that, often, distance themselves from reality.The said demystification makes it easy to observe that citizenship and democraticspace are shrinking in the world; hence it is also intended to give visibility to therecent processes of spatial production, embedded in the capitalist and neoliberalproductive logic - focusing on Third World countries. In the face of the abovescenario, the aim is to understand the mechanisms underlying these spatialinjustices as well as to survey the different policies, capable of responding - ornot - to the raised problems. It concludes paying heed to citizen responsibility,as well as to the need for greater social and political awareness in the academiceducation of architects, whose primary concern should be, nowadays, to legitimizeand consolidate alternative practices.
Description: Este estudo, intitulado Nas margens da arquitectura: a urbanização da pobrezaa partir de Katmandu tenta, através de uma aproximação das áreas disciplinaresda arquitectura, do urbanismo e das ciências sociais, debater não só as questões daespacialidade, como também a compreensão dos quotidianos e respectivos modosde apropriação do espaço por parte dos grupos sociais menos visíveis e estudados.Partindo de um primeiro contacto com uma outra realidade - a viagem a Katmandu -esta investigação procura combater um desconhecimento generalizado e desmistificaralgumas visões pré-estabelecidas que, muitas vezes, se distanciam da realidade.A referida desmistificação permite facilmente observar que a cidadania e o espaçodemocrático estão a encolher no mundo; daí que se tente, também, dar visibilidade aosrecentes processos de produção espacial, incorporados na lógica produtiva capitalistae neoliberal - com enfoque nos países de Terceiro Mundo. Perante o cenário exposto,procuram-se perceber os mecanismos que estão na origem destas injustiças espaciaisbem como fazer o levantamento das diferentes políticas, capazes - ou não - deresponder aos problemas levantados. Conclui-se atentando para a responsabilidadecidadã, bem como para a necessidade de uma maior consciência social e política naformação académica dos arquitectos, cuja preocupação primordial deveria ser, nosdias de hoje, legitimar e consolidar práticas alternativas.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/116561
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
297185.pdfNas margens da Arquitectura: a urbanização da pobreza a partir de Katmandu77.78 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.