Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/108864
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorAndreia Sofia Ferreira Rodrigues
dc.date.accessioned2019-07-10T23:15:26Z-
dc.date.available2019-07-10T23:15:26Z-
dc.date.issued2017-12-04
dc.date.submitted2017-12-05
dc.identifier.othersigarra:231302
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10216/108864-
dc.descriptionO presente relatório refere-se ao estágio curricular desenvolvido no âmbito do Mestrado em Ciências daEducação, domínio Infância, Família e Sociedade, na FPCE da Universidade do Porto, e procura analisar, àluz dos contributos teóricos das Ciências da Educação e da Sociologia da Infância, o processo trabalhorealizado num espaço de educação não formal, extraescolar e de tipo comercial, especialmente destinado àinfância.O entendimento contemporâneo das crianças como atores sociais e consumidoras de bens culturais, de lazere entretenimento, encontrou na invenção de Parques Temáticos para a Infância uma oportunidade depromover atividades com esse carácter e de as conciliar com objetivos educativos. Esse é o caso daKidZania, um empreendimento multinacional recentemente implementado em Portugal, Lisboa, quecomporta até um total de 1000 crianças. Este relatório visa então compreender de que modos e até queponto os valores e princípios propagados pela KidZania vão ao encontro das expetativas das crianças -terem aí acesso a todos os estabelecimentos e usufruto sem grandes condicionamentos. Assim, numprimeiro momento, analisam-se os documentos de divulgação da KidZania visando conhecer quais asconceções de criança, de infância, de educação e de ludicidade, enquanto expressões dos direitos departicipação infantil, presentes e/ou subjacentes na sua filosofia, missão, objetivos, organização efuncionamento. Num segundo momento, procura-se compreender, com base em observações diretasrealizadas no contexto de vários "estabelecimentos" da KidZania, e na análise de interações entre ascrianças e entre estas e os/as respetivos/as animadores/as, de que modos aquelas propostas de atividades serealizam, a fim de aferir até que ponto conceções e práticas são (in)coerentes no que se refere ao brincar e àludicidade.As reflexões críticas que se devolvem neste relatório apontam para a existência de diversas contradições eambiguidades: entre uma KidZania que se apresenta como um espaço de oportunidade para todos,valorizando os direitos das crianças e a importância dos valores da sua cultura - brincar com outrascrianças - mas que, ao invés, na prática revela i) um acesso infantil altamente seletivo, predominando umviés de classe social e económico que favorece a frequência de crianças oriundas de famílias pertencentes agrupos da classe média alta e de instituições educativas ou escolares tanto privadas como públicas; ii) umfuncionamento dos "estabelecimentos" que limita as escolhas e ações das crianças em termos de tempo, derecursos materiais, de idades e estaturas ou de exploração criativa das propostas. Por fim, e trazendo aspreferências e recomendações das próprias crianças, perspetivam-se sugestões relativamente aofuncionamento de algumas atividades e à promoção de uma educação para todos mais inclusiva.
dc.language.isopor
dc.rightsrestrictedAccess
dc.subjectCiências da educação
dc.subjectEducational sciences
dc.titleKidzania: da cidade ideal para as crianças ao ideal de cidade das crianças
dc.typeDissertação
dc.contributor.uportoFaculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
dc.identifier.tid201815605
dc.subject.fosCiências sociais::Ciências da educação
dc.subject.fosSocial sciences::Educational sciences
thesis.degree.disciplineMestrado em Ciências da Educação
thesis.degree.grantorFaculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
thesis.degree.grantorUniversidade do Porto
thesis.degree.level1
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
231302.pdf
  Restricted Access
Kidzania: da cidade ideal para as crianças ao ideal de cidade das crianças1.65 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.